Miss Mundo Rondônia 2016 teve confusão na coroação à lá Miss Universo

  • Reprodução

    Do lado esquerdo, a Miss Ji-Paraná, que foi coroada erroneamente. Do lado direito, a verdadeira vencedora, Miss Cacoal, segundo a organização do concurso

    Do lado esquerdo, a Miss Ji-Paraná, que foi coroada erroneamente. Do lado direito, a verdadeira vencedora, Miss Cacoal, segundo a organização do concurso

Na madrugada de sábado (23) para domingo (24), aconteceram os concursos Miss Mundo Rondônia e Mister Rondônia 2016. A vencedora foi Karliany Barbosa, representante de Cacoal, e Brisol Junior, candidato de Porto Velho. Tudo teria sido simples e indolor, mas não foi bem assim.

Houve uma baita confusão no momento da coroação feminina. Rebeca Falco, Miss Mundo Rondônia 2015, não pode estar presente, e a agência promotora do concurso, Felicitta, resolveu escolher Jaqueline Grohalski, uma colaboradora, para colocar a coroa na cabeça da ganhadora.

Segundo a organização rondoniense, por não concordar com a decisão do corpo de jurados, Jaqueline coroou a segunda colocada, Leticia Cappatto, candidata de Ji-Paraná. Ainda de acordo com a direção nacional do Miss Mundo Brasil, a organização estadual corrigiu o erro na hora e a vencedora “de fato” foi coroada.

De acordo com informações da organização, Fernando Grohalski, irmão de Jaqueline e também colaborador do concurso, era quem supostamente apoiava e teria preparado a segunda colocada.

“Este ano o que me foi passado (sim, porque eu não estava lá) foi que a segunda colocada era amiga e foi apoiada pelo Fernando. Quando Gleice [a diretora do concurso de Rondônia] passou o resultado para os dois, não se conformaram, e Jaqueline colocou a coroa em quem ela e o irmão achavam que deveria ter ganho, e não em quem de fato ganhou. Ele gravou e jogou o vídeo na internet. Gleice, imediatamente ao ver o erro, se pronunciou e pediu que a coroa fosse colocada na cabeça da ganhadora de fato. Fernando corta esta parte do vídeo, deixando apenas o que lhe era conveniente”, foi o que disse o diretor nacional do concurso Henrique Fontes em sua página no Facebook.

Edison Oliveira Brandão, missólogo que foi jurado do concurso de Rondônia, disse que “a apuração dos votos foi feita na mesa dos jurados. Eu vi as fichas ao meu lado, pelo menos duas ou três delas, e Karliany estava com vantagem sobre a segunda. Foi disputado ponto a ponto”.

A Agência Felicitta, realizadora do concurso, publicou um comunicado nas redes sociais:

“O concurso Miss e Mister Rondônia 2016, realizado pela Agência de Modelos Felicitta e com apoio de seus colaboradores, em face aos acontecimentos envolvendo o resultado final do concurso, vem esclarecer ao público que a nota final do concurso corresponde à somatória das notas dos diversos quesitos que envolve a avaliação da candidata como: entrevista, provas anteriores ao desfile, desfile na passarela com traje de gala e desfile na passarela com traje a rigor.

Portanto não há nada que desabone o resultado final, permanecendo como vencedores os nomes publicados.

Atenciosamente
Agência Felicitta.”

A reportagem do UOL entrou em contato com as duas misses envolvidas na polêmica, e com Fernando e Jaqueline para contarem o que aconteceu, mas ainda não teve respostas.

A confusão gerou um grande burburinho nas redes sociais, principalmente em páginas e perfis que discutem o mundo dos concursos de beleza. As opiniões estão divididas e há pessoas que defendem os dois lados.

Miss Universo 2015

A confusão de Rondônia lembra muito o que ocorreu no Miss Universo 2015, em dezembro do ano passado, em Las Vegas (EUA). O apresentador Steve Harvey se confundiu ao ler a ficha com o resultado do concurso e anunciou a vencedora errada.

A pobre colombiana Ariadna Gutiérrez ficou com a coroa na cabeça por apenas alguns minutos, e logo foi ‘descoroada’ para dar lugar à filipina Pia Alonzo. A bagunça gerou memes e repercutiu nas redes sociais por vários dias.

Ethan Miller/Getty Images/AFP

A colombiana chegou a ser coroada, mas a verdadeira eleita era a filipina

Miss Amazonas 2015

É, e o mundo miss tem muito menos glamour do que você pode imaginar. Em janeiro de 2015, a segunda colocada do concurso amazonense da franquia Miss Universo, Sheislane Hayalla, não gostou de ter perdido e arrancou a coroa da vencedora, jogou no chão e acusou o certame de fraude.

A cena viralizou e gerou dezenas de memes. O caso chegou na Justiça. Em audiência de conciliação realizada em Manaus, a Miss Amazonas 2015, Carolina Toledo, e Sheislane Hayalla chegaram a um acordo para encerrar os perrengues que existiam entre elas.

Carolina levou o caso à Justiça, e foi decidido entre as duas que Sheislane faria uma retratação pública em redes sociais e em e-mails dirigidos a veículos de imprensa, no prazo de 24 horas, o que a bela cumpriu.

Os vencedores

Karliany Barbosa tem 23 anos, 1,70 m de altura e é pós-graduada em farmácia clínica. Nascida em Vitória (ES), se mudou para Cacoal com a família com apenas oito meses de idade. “Rondônia me criou, sou rondoniense de alma e coração”, declarou.

Já o Mister Rondônia Brisol Junior nasceu e foi criado na capital Porto Velho, tem 24 anos, 1,80 m de altura e é frequentador assíduo da sua academia, onde mantém a boa forma física.

Ambos estarão em Jurerê Internacional, Florianópolis (SC), na disputa dos títulos de Miss Mundo Brasil (25 de junho) e Mister Brasil 2016 (24 de junho).

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *