Últimas

Morre na Síria o rebelde que comeu o coração de um soldado

O jihadista sírio que apareceu em um vídeo esquartejando um soldado do regime e comendo o coração da vítima foi morto por um grupo rebelde rival, informou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). Conhecido pelo nome de guerra “Abu Sakkar”, ele havia se unido ano passado à Frente Al-Nosra, o braço sírio da Al-Qaeda, segundo o OSDH.

Rebeldes islamitas “mataram a tiros Khaled al-Hamad, conhecido com o nome de Abu Sakkar, comandante militar da Al-Nosra na província de Idleb”, noroeste do país, anunciou a ONG. “Ele morreu em um acerto de contas entre a Al-Nosra, que domina a província, e outros grupos islamitas”, afirmo o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

Em maio de 2013, Sakkar apareceu em um vídeo no qual esquartejava um soldado e comia seu coração, o que gerou uma onda de críticas. Ele disse que era uma vingança contra os abusos do regime. Na época, “Abu Sakkar” lutava em uma brigada rebelde do Exército Sírio Livre (ASL) na província de Homs (centro). Iniciada em março de 2011 como uma revolta pacífica contra o governo de Bashar al-Assad, a crise síria virou um conflito armado após a repressão violenta do regime. Muitos rebeldes se radicalizaram após a repressão.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *