Últimas

Novas armadilhas para capturar o Aedes aegypti

O sábado vai ser de caça ao Aedes aegypti, inseto transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus (comprovadamente associado ao surto de microcefalia) na Comunidade do Pilar, no Bairro do Recife. Aproximadamente mil armadilhas para aprisionar o mosquito serão distribuídas para a população.

As gaiolas foram doadas por uma empresa de São Paulo que, a partir deste mês, fabricará o equipamento em escala industrial. A Ztcan – como a armadilha é chamada – já foi testada com sucesso no interior daquele estado e é considerada de fácil utilização.

A ação de cidadania é resultante de parceria entre a Fundação Verde e a Rosil Embalagens Plásticas Ltda, que tem sede em Guarulhos, São Paulo.

Dispositivo

A armadilha foi criada por Eurides Neves Azevedo e já está patenteada.  Ela informa que o equipamento permite que o mosquito  deposite os  ovos no seu interior. As larvas eclodem, mas o inseto não consegue se libertar. A empresa escolheu o Recife para a doação por ser uma cidade com alta incidência de dengue, chikungunya e zika.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *