Últimas

Número de mortos em bombardeios do regime no norte da Síria aumenta para 44

Cairo, 19 abr (EFE).- Pelo menos 44 civis morreram nesta terça-feira em bombardeios da aviação do Exército sírio sobre duas localidades da província de Idlib, no norte do país, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Pelo menos 37 civis, entre eles duas crianças e quatro mulheres, perderam a vida na cidade de Maarat al Nuaman, em um bombardeio sobre um mercado de verduras.

Por outro lado, sete civis morreram em bombardeios aéreos sobre várias zonas da população de Kafranbel, também em Idlib, segundo o Observatório.

A ONG, que dispõe de uma ampla rede de ativistas no terreno, afirmou que as vítimas mortais podem aumentar porque há feridos em estado grave, embora não tenha especificado o número dos mesmos.

O Observatório elevou o número dos mortos nos bombardeios governamentais na província de Idlib no dia de hoje de oito para 44.

Anteriormente, tinha informado que cinco civis, entre eles uma criança, morreram em Kafranbel e outros três faleceram em Maarat al Nuaman.

Quase toda a província de Idlib está em poder da Frente al Nusra -filial síria da Al Qaeda- e de facções rebeldes aliadas de tendência islamita.

O grupo está excluído da trégua vigente entre o governo sírio e a oposição armada desde 27 de fevereiro, que nos últimos dias sofreu várias violações, conduzindo as atuais conversas de paz em Genebra ao fracasso.

A delegação da oposição rejeitou hoje continuar com as negociações de paz auspiciadas pela ONU enquanto o povo sírio siga sofrendo a violência e padecendo de fome nas áreas cercadas pelas forças governamentais.

O mediador da ONU nas negociações de paz, Staffan de Mistura, disse ontem que “a cessação das hostilidades se mantém, mas está em perigo”.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *