Últimas

O que esperar de Real Madrid x Wolfsburg na Liga dos Campeões

Surpreendido na Alemanha, o Real Madrid volta a campo nesta terça-feira (11) com uma difícil missão de reverter uma desvantagem de dois gols nas quartas de final da Liga dos Campeões. Pela frente, o clube espanhol terá o Wolfsburg, em sua primeira participação na atual fase da competição continental, a partir das 15h45, no Santiago Bernabéu.

Para se classificar, o Real Madrid precisará vencer por três gols de diferença, ou por dois, mas tendo balançado as redes em pelo menos três oportunidades. Uma vitória espanhola por 2 a 0 levará a decisão para a prorrogação.

“PACIÊNCIA” É A PALAVRA DA VEZ NO REAL

JOHN MACDOUGALL/AFP

Apenas três dias depois de controlar o Barcelona e vencer o clássico, Zinedine Zidane viu o Real Madrid se complicar na Liga dos Campeões. Em seu primeiro grande teste como treinador, o francês se mostra confiante na virada para cima do Wolfsburg. “Não é minha primeira grande partida como treinador.  Estamos concentramos e quando vejo os jogadores concentrados, me tira a pressão”.

“Não vamos vencer a partida em 10 ou 15 minutos. Sim, estamos com 2 a 0 contra e temos que marcar, mas temos 90 minutos, não cinco. A mensagem é de paciência. Para jogar essa partida, tem que ter muita cabeça. No futebol pode acontecer de tudo, é preciso estar concentrado desde o primeiro minuto”.

FORÇA TOTAL PARA BUSCAR A VIRADA

PIERRE-PHILIPPE MARCOU/AFP

Para tirar a desvantagem de dois gols, o Real Madrid contará com força máxima para a partida em seus domínios. Além de nenhum desfalque por cartões, o time espanhol ainda terá à disposição o zagueiro Varane, que começará no banco de reservas. Já pelo lado do Wolfsburg, o único desfalque será o lateral-direito Sebastian Jung, que ainda se recupera de uma lesão no joelho.

POLÊMICAS MARCAM O DUELO

Shaun Botterill/Getty Images

A semana entre uma partida e outra foi recheada de polêmicas, quase sempre vindo do lado alemão. Depois do duelo, o técnico Dieter Hecking, do Wolfsburg, não poupou críticas ao brasileiro Marcelo, que teria simulado uma agressão do volante Arnold, amarelado no lance. “Ele me irritou, porque não havia necessidade de fazer aquilo”, justificou, depois de chamar o brasileiro de “ator”.

Agora, a um dia do jogo, o foco de polêmica é outro: a arbitragem. Klaus Allofs, diretor do Wolfsburg, deixou no ar a idoneidade do árbitro húngaro Viktor Kassai. “No Bernabéu, podem acontecer muitas coisas. Acontecem coisas que não podemos imaginar, decisões equivocadas dos árbitros, por exemplo. Isso não é necessário, mas pode acontecer e temos de estar preparados para tudo isso”.

SURPRESA BRASILEIRA AGORA É REALIDADE

Michael Sohn/AP Photo

Bruno Henrique chegou de maneira discreta ao Wolfsburg no início do ano. E sua maior chance surgiu justamente contra o Real Madrid. Na primeira partida das quartas de final, o brasileiro começou pela primeira vez como titular, e não decepcionou. Foi dele a assistência para o gol de Arnold. Agora, Bruno Henrique começará jogando mais uma vez, a terceira consecutiva – também foi titular no final de semana, contra o Mainz, pela Liga dos Campeões.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *