Petrobras tomba 9%, com rumor de queda no preço da gasolina; Bolsa cai 3,5%

As ações da Petrobras despencaram mais de 9% e puxaram para baixo o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira. A Bovespa fechou esta sexta-feira (4) com queda de 3,52%, a 48.779,98 pontos. Na sexta-feira, a Bolsa havia subido 1,01%.

O desempenho da estatal foi influenciado, principalmente, por uma notícia de domingo de que o governo pretende reduzir o preço da gasolina e do diesel.

Em carta enviada a integrantes do Conselho de Administração, o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, disse que não há decisão sobre redução dos preços dos combustíveis.

Além disso, pesou a queda nos preços do petróleo no mercado internacional e a instabilidade política no país.

A baixa de hoje da Bovespa também foi puxada pelo desempenho negativo da maioria das ações listadas no Ibovespa. Das 61 ações que compõem o índice, apenas duas tiveram alta: Rumo e Fibria.

Os papéis da mineradora Vale e dos bancos também tiveram forte desvalorização.

Petrobras despenca

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4), que dão prioridade na distribuição de dividendos, despencaram 9,33%, a R$ 7,58

As ações ordinárias da Petrobras (PETR3), com direito a voto em assembleia, tombaram 8,83%, a R$ 9,60. Os dois papéis tiveram as duas maiores quedas do Ibovespa no dia.

Nos EUA, os ADRs (recibos que representam ações de uma empresa estrangeira na Bolsa de Nova York) da petroleira caíram 9,71% (PBR). Os recibos PBR/A, referentes às ações preferenciais, perderam 9,91%.

Bancos e Vale caem

Entre os bancos, as ações do Banco do Brasil (BBAS3) tiveram a maior desvalorização: -5,67%, a R$ 18,65.

As ações do Bradesco (BBDC4) recuaram 3,66%, a R$ 26,57, e as ações do Itaú Unibanco (ITUB4) caíram 3,50%, a R$ 30,31.

As ações preferenciais da Vale (VALE5) se desvalorizaram 4,72%, a R$ 11,31, enquanto as ações ordinárias da Vale (VALE3) perderam 4,64%, a R$ 14,79.

Dólar sobe 1,43%, a R$ 3,614

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em alta de 1,43%, a R$ 3,614 na venda. Com isso, a moeda norte-americana quebra uma sequência de três quedas.

Na sexta-feira, o dólar havia caído 0,93% e atingido o menor valor de fechamento desde 27 de agosto de 2015. No ano, a moeda acumula desvalorização de 8,47%.

Bolsas internacionais

Das seis principais Bolsas de Valores da Europa, três fecharam em alta, duas tiveram queda e uma ficou praticamente estável. 

  • França: +0,53%
  • Inglaterra: +0,30%
  • Alemanha: +0,28%
  • Espanha: -0,06%
  • Portugal: -0,26%
  • Itália: -0,77%

Entre as Bolsas da Ásia e do Pacífico, duas tiveram alta, duas caíram e três não operaram nesta sessão, incluindo a China.

  • Cingapura: +0,6%
  • Coreia do Sul: +0,27%
  • Austrália: -0,08%
  • Japão: -0,25%
  • China, Hong Kong e Taiwan não operaram

(Com Reuters)

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *