Últimas

Por que o Inter quis tantos reforços, viu negativas e fechou janela zerado

  • Divulgação/Independiente Santa Fe

    Seijas foi anunciado, mas só chega na próxima janela de transferências. Em junho

    Seijas foi anunciado, mas só chega na próxima janela de transferências. Em junho

A janela de transferências internacionais no Brasil se fechou, às 23h59 (Brasília) de quarta-feira, e o Internacional não conseguiu apresentar nenhum reforço. O plano de incrementar o elenco com até cinco nomes não deu certo, neste momento, por um cenário duro.

A reta final de campeonatos internacionais (e até da Copa Libertadores), preços exigidos na Europa e prazo para inscrições atrapalharam a chegada imediata de contratações.

Em março, com R$ 13 milhões recebidos do Esporte Interativo e uma fatia da venda de Alisson para Roma-ITA, o Inter mergulhou no mercado atrás de contratações. Não conseguiu agilizar as negociações a tempo de inscrever jogadores no Gauchão. Depois, esbarrou em valores elevados e condições consideradas inaceitáveis.

O Sporting-POR exigiu quatro milhões de euros por Teo Gutierrez. O Porto-POR bateu pé sobre uma cláusula de liberação antecipada de Juan Quintero – que assinaria por empréstimo até dezembro. A meta era trazer ambos para o início do Brasileirão, em condições de atuar desde a primeira rodada.

Luis Manuel Seijas, destaque do Independiente Santa Fe-COL, foi o único anunciado. Em acordo por cerca de 350 mil dólares (R$ 1,2 milhão na cotação atual). Contudo, o meia só chegará a Porto Alegre depois do campeonato colombiano. E terá condições legais de atuar a partir de 20 de junho, quando a janela internacional reabre no Brasil.

Nico López, emprestado ao Nacional-URU, foi tentado. A Udinese-ITA pediu alto e também só admitiu liberá-lo após o fim da participação do time de Montevidéu na Libertadores.

É verdade que, no mercado interno, o Inter já fechou dois acordos. Danilo Fernandes deixará o Sport após o final dos estaduais. E Brenner trocou o Juventude pelo Colorado, ainda sem ter contrato de dois anos assinado – por conta de recuperação física. Mas as principais contratações aguardadas estavam na Europa.

A partir de agora, o Colorado mantém as negociações para reforçar o time na segunda quinzena de junho. Um centroavante titular incontestável, mais um zagueiro e outro meia estão em pauta. Desta vez, com mais tempo, o clube vê como certa a chegada de reforços.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *