Últimas

Prefeito de Buenos Aires proíbe festivais de música eletrônica após mortes

O atual prefeito de Buenos Aires, Horacio Rodríguez Laretta, anunciou nesta segunda-feira (25) que festivais de música eletrônica estão proibidos na capital argentina.

Laretta informou que a justiça municipal precisa aprovar um projeto de lei que conscientize o público sobre o perigo do uso de entorpecentes em festivais.

Além disso, o Ministério da Saúde também pretende entrar no tema. “Não queremos mais famílias destruídas pela droga. Esta briga tem que ser lutada em conjunto, com mais contenção, mais informação e prevenção”, disse o prefeito.

A medida foi tomada após 5 jovens morrerem em um evento realizado no sábado (16). Dois dos jovens morreram no local, enquanto os outros foram levados até o hospital. 

Segundo o relatório do procurador federal Federico Delgado, “várias vezes foram oferecidas cetamina, maconha, cocaína, LSD e ecstasy”.

Tomorrowland Brasil

No último sábado (23), o megafestival Tomorrowland amanheceu com a trágica notícia da morte de Luiz Ricardo Parreira, que foi encontrado desacordado no gramado do Parque Maeda, em Itu.

O hospital São Camilo confirmou a morte por parada respiratória, mas a o laudo com a causa da morte deve sair nas próximas semanas.

Segundo uma das enfermeiras que trabalharam nos postos médicos do evento, o excesso de álcool foi uma das maiores causas de atendimento ao público, junto a problemas relacionados ao calor e ao abuso de outras substâncias.

“Eu me sinto mais acordado, com vontade de fazer as coisas”, disse um frequentador que admitiu ter consumido ecstasy na festa. “Dá uma sensação de euforia enorme.”

A enfermeira conta que alguns pacientes chegavam ao posto transtornados, agressivos, e por isso precisavam ser contidos. Alguns eram amarrados com gaze na maca.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *