Últimas

Prefeitura demite mais servidores por excesso de faltas

Mais 24 servidores púbicos que ocupavam cargos na Prefeitura de Maceió foram demitidos por excesso de faltas não justificadas ou por acumulação de cargos. As portarias foram publicadas na edição desta terça-feira (12) do Diário Oficial do Município.

Todas as portarias tem como base processos administrativos abertos para investigar as faltas ou acumulação de cargos dos servidores e foram analisados pela Comissão Permanente de Inquérito Administrativo da Procuradoria Geral do Município (PGM).

No Diário Oficial de hoje constam a demissão de um psicólogo, quatro médicos, um agente comunitário, um de apoio administrativo, seis professores, um servidor de serviços administrativos, três merendeiras, um odontólogo, um agente de endemias, um auxiliar de enfermagem, um atendente de consultório, um digitador, um assistente social e um economista.

Clique aqui e veja o Diário Oficial do Municíopio

Ao todo, a prefeitura já demitiu 74 servidores. A maioria dos casos a Comissão verificou a ocorrência do ilícito administrativo praticado pelo servidor indiciado que faltou ao serviço de forma injustificada, por mais de 30 dias, sucessivamente. Há também casos em que o município investiga acumulação de cargos.

O prefeito Rui Palmeira falou no começo do mês do trabalho realizado pela Procuradoria e disse que o número de demissões pode chegar a 800.

 

 

Por Vanessa Siqueira

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *