Últimas

Primeiro-ministro nepalês começa reconstrução de casas 1 ano após terremoto

Katmandu, 24 abr (EFE).- O primeiro-ministro do Nepal, K.P. Sharma Oli, deu início formal neste domingo à reconstrução de casas no país, depois que milhares de prédios foram danificados ou destruídos no terremoto ocorrido há um ano.

“O processo de reconstrução atrasou por diferentes motivos, mas, com seu início hoje, o governo aumentará seu esforço para completar a reconstrução o mais rápido possível”, declarou ele no distrito de Sindhupalchok, o mais castigado pelo tremor.

O primeiro-ministro colocou na cidade de Chautara, em Sindhupalchok, a pedra de fundação de um complexo habitacional público, enquanto a presidente do Nepal, Bidhya Devi Bhandari, fez o mesmo ato no distrito de Gorkha, epicentro do terremoto.

Antes, Oli fez uma homenagem as quase 9 mil pessoas que morreram no terremoto em um emblemático ponto em Katmandu, onde ficava a icônica Torre Dharahara, do século 19, disse à Agência Efe Vishnu Prasad Rimal, o conselheiro chefe do primeiro-ministro.

O terremoto completa hoje, de acordo com o calendário nepalês, um ano, data que, conforme o calendário ocidental, é lembrada amanhã. Para homenagear as vítimas, vários atos estão sendo realizados no país. O local escolhido para a primeira homenagem do dia tem particular relevância porque nas ruínas da Torre Dharahara, que datava de 1832, as equipes de resgate encontraram 120 mortos.

Em fevereiro, um mês depois de o Executivo do Nepal ter dado início formal ao processo de reconstrução do país, Oli lançou uma campanha para a arrecadação de doações para a reconstrução do monumento, na qual apenas cidadãos do país podiam participar.

Além dos quase 9 mil mortos, o terremoto de magnitude 7,3 na escala Richter deixou mais de 20 mil pessoas ficaram feridas, milhares de construção destruídas e um panorama desolador do ponto de vista econômico.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *