Últimas

Professor entra armado na Escola de Música de Brasília e ameaça diretor

Em uma crise nervosa, um professor da Escola de Música de Brasília que está de licença por depressão entrou no estabelecimento armado e ameaçou matar o diretor da instituição, Ayrton Pisco. O docente que não teve o nome revelado portava uma espingarda de pressão e um saco preto e estava vestido com roupas de militar.

O incidente aconteceu por volta de 17h20 desta quinta-feira. O professor, que circulou pelo local ostensivamente, acabou rendido por um segurança da escola. O caso está a cargo da 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul). “Eu estava chegando quando ele estava lá dentro, me avisaram do problema e eu preferi não entrar, para evitar que ele ficasse ainda mais nervoso e colocasse a vida de alguém em risco”, relatou Pisco.

O diretor ressaltou ao Correio Braziliense que não tem nenhuma desavença com professores da unidade e que acredita que o incidente aconteceu porque o docente sofria um surto nervoso. “Acredito que o problema tenha sido surto nervoso. Eu encontrei com ele um pouco depois e ele estava deitado no chão, no asfalto, e depois dentro de um carro falando coisas desconexas. Ele estava fora de si”, lembrou.

Após o ocorrido, Pisco foi para a 1ª DP e o professor foi levado para o Hospital das Forças Armadas (HFA). “Ele passou um bom tempo armado na escola. Entrou em ensaios. Não sei como a Polícia Civil vai encaminhar essa história. Mas é minha função como diretor registrar o que acontece na área de trabalho contra estudantes e funcionários”, completou.

A reportagem procurou, por telefone, o delegado chefe da 1ª DP, Alexandre Gratão, mas ele não atendeu as ligações.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *