Últimas

REPERCUSSÃO-Comissão especial aprova parecer favorável a impeachment de Dilma

BRASÍLIA (Reuters) – A comissão especial que analisou o pedido de abertura de processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff aprovou nesta segunda-feira o relatório favorável à instauração do processo de impedimento de autoria do deputado Jovair Arantes (PTB-GO).

O relatório foi aprovado por 38 votos a 27. O parecer terá de ser analisado agora pelo plenário da Câmara dos Deputados, onde são necessários os votos de 342 dos 513 deputados para autorizar o Senado a instaurar processo contra a presidente.

Veja abaixo reações à votação na comissão.

DEPUTADO JOVAIR ARANTES (PTB-GO), RELATOR, COMISSÃO ESPECIAL

“Tivemos uma importante vitória aqui na comissão, já se esperava ser muito apertada, foi até relativamente mais folgada do que eu pensei que seria aqui na comissão. Agora pedimos aos deputados que vão votar no fim de semana que eles possam pôr a mão na consciência e entender que o povo brasileiro merece um pouco de respeito. Não podemos deixar comprometida a situação do Brasil como está.”

DEPUTADO WADIH DAMOUS (PT-RJ)

“Foi uma aparente vitória da oposição, porque mostrou que eles não têm os dois terços. Deixa eles comemorarem, porque domingo eles vão chorar.”

DEPUTADO CARLOS SAMPAIO (PSDB-SP)

“Hoje é o princípio, a vitória do Brasil vai ser no domingo. É um resultado simbólico. É uma clara demonstração, ainda mais em uma comissão escolhida a dedo pelos líderes.”

SENADOR JOSÉ PIMENTEL (PT-CE), LÍDER DO GOVERNO NO CONGRESSO

“Já era esperado, não tem nenhuma surpresa nessa decisão. Esse resultado representa 59 por cento da comissão, bastante inferior aos 66 por cento necessários em plenário (para aprovar o impeachment). A margem da votação para o que a oposição necessita no plenário é muito grande.”

SENADOR AÉCIO NEVES (PSDB-MG)

“O resultado…demonstra a fragilidade da defesa da presidente da República. Por maiores que tenham sido os esforços dos que a defenderam, é impossível defender o indefensável.

Estou seguro de que sairemos desse processo mais fortes graças à força de nossas instituições e da nossa democracia.”

DEPUTADO DARCÍSIO PERONDI (PMDB-RS)

“Foi uma vitória, um prenúncio de que no domingo teremos mais do que os 342 votos para afastar esse governo. É um grande estímulo. Muitos deputados indecisos vão se movimentar agora para a vitória com larga margem no domingo.”

DEPUTADO HENRIQUE FONTANA (PT-RS)

“Aqueles que querem cassar o mandato da presidente Dilma teriam de ter 43 votos aqui hoje para conseguir os dois terços necessários no plenário, e tiveram 38.”

DEPUTADO MENDONÇA FILHO (DEM-PE)

“O resultado superou as expectativas. Atingiu o ponto máximo da expectativa de votação. A margem no plenário será ainda maior. Nunca trabalhamos com essa hipótese de ter os dois terços na comissão porque ela é formada pela indicação de líderes, que são sujeitos à subordinação ao governo federal. “

DEPUTADO ARLINDO CHINAGLIA (PT-SP)

“Se projetarmos a diferença da comissão para o plenário (Câmara), eles (oposição) não atingiram os 300 e poucos votos que eles precisam. Portanto, foi dentro do previsto.”

SENADOR JOSÉ AGRIPINO (DEM-RN), PRESIDENTE DO PARTIDO

“A comissão especial é composta por um extrato de parlamentares indicados pelos líderes, em um panorama muito mais favorável ao Planalto…Acho que o resultado de hoje sinaliza a aprovação do impeachment no domingo. Passando na Câmara, não haverá clima para procrastinação no Senado. O Senado vai analisar rapidamente.”

(Reportagem de Leonardo Goy, Cesar Bianconi, Lisandra Paraguassu, Maria Carolina Marcello e Eduardo Simões)

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *