Últimas

Rosberg domina GP do Bahrein e entra no clube das 5 vitórias seguidas na F-1

Redação Central, 3 abr (EFE).- O alemão Nico Rosberg, da Mercedes, de novo graças a ótima largada, venceu neste domingo o Grande Prêmio do Bahrein de Fórmula 1, entrando para o seleto grupo dos pilotos que subiram cinco vezes consecutivas no alto do pódio da categoria.

Vencedor da prova de abertura da temporada, duas semanas atrás, o vice-campeão de 2014 e 2015, pulou para ponta logo após o sinal verde, ultrapassando o companheiro de equipe, o britânico Lewis Hamilton, que largou na pole position, se envolveu em acidente com o finlandês Valteri Bottas, da Williams, e, em corrida de recuperação, chegou na terceira colocação.

Depois disso, Rosberg perdeu a ponta apenas ao parar nos boxes, e sem ser ameaçado pelos concorrentes, principalmente pelo finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, que chegou na segunda colocação, repetindo o resultado da edição passada do GP do Bahrein, o melhor que conseguiu na última temporada.

A vitória do alemão foi a quinta consecutiva, já que antes da Austrália, foi ele também o vencedor nos GPs do México, Brasil e Abu Dhabi, que encerraram a última temporada. Compatriota de Rosberg, Sebastian Vettel é o recordista neste quesito, ao receber primeiro a bandeirada em nove provas, durante a temporada de 2013.

O italiano Alberto Ascari, o alemão Michael Schumacher (três vezes), o australiano Jack Brabham e os britânicos Jim Clark, Nigel Mansell e Lewis Hamilton, são os outros que conseguiram vencer cinco vezes seguidas na Fórmula 1.

Com a vitória no Bahrein neste domingo, Rosberg chegou aos 50 pontos na tabela de classificação, abrindo 17 de vantagem para o companheiro de Mercedes e vice-líder, que soma um segundo e um terceiro lugar na temporada.

Depois do trio de ocupantes do pódio, apareceram o australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, em quarto, e o francês Romain Grosjean, da Haas, que deu show de ultrapassagens, durante a prova, colocando a novata equipe pela segunda vez na zona de pontuação, em quinto.

O holandês Max Verstappen, da Toro Rosso, foi sexto, o russo Daniil Kvyat, da Red Bull, ficou em sétimo, tomando a posição de Felipe Massa, da Williams, na última volta, no momento que Rosberg passou pelos dois, para colocar uma volta de frente.

O brasileiro, aliás, lutou muito contra o baixo rendimento da Williams, diante dos erros de estratégia, depois de ter chegado a pular para a vice-liderança na largada.

A zona de pontuação foi completada pelo finlandês Valtteri Bottas, também da Williams, e o único estreante da prova, o belga Stoffel Vandoorne, da McLaren, que substituiu o espanhol Fernando Alonso, após acidente sofrido na Austrália. Felipe Nasr, da Sauber, chegou a ficar próximo da zona de pontuação na parte inicial da prova, mas não conseguiu ir além do 14º lugar.

O Grande Prêmio da China, terceira etapa do Mundial de Fórmula 1, será disputado daqui duas semanas, no Circuito Internacional de Xangai.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *