Últimas

Rosberg fala em vitória 'incrível'. E Hamilton lamenta largada 'dolorosa'

Aproveitando mais uma primeira curva complicada para o companheiro Lewis Hamilton, Nico Rosberg venceu pela segunda vez na temporada e pela quinta vez seguida, abrindo uma vantagem importante no campeonato. Após duas etapas disputadas em 2016, o alemão, que foi dominado pelo companheiro ano passado, abriu 17 pontos na ponta. A boa campanha deste início de ano marca a primeira vez que o piloto da Mercedes está na liderança do campeonato desde o GP da Itália de 2014.

“É claro que é bom ganhar duas corridas seguidas, mas estou encarando GP por GP. Agora que venha o próximo. Foi um final de semana incrível. A chave foi a largada e depois só controlei o ritmo. É incrível vencer de novo”.

De fato, Rosberg teve uma corrida solitária após assumir a primeira posição na primeira curva, enquanto Hamilton, que mais uma vez não largou bem, foi tocado por Valtteri Bottas, da Williams, e caiu para sétimo. Para complicar, o inglês disputou toda a prova com o carro avariado mas, ainda assim, se recuperou para chegar no terceiro lugar.

O inglês chamou o resultado de “limitação de danos”, a exemplo do que havia acontecido na etapa de abertura na Austrália, quando também largou na pole e fechou a primeira volta em sexto.

“Foram duas situações diferentes. Mas as duas foram dolorosas – acho que hoje foi um pouco mais. Acredito que Nico tenha tido uma corrida fácil na frente mas, do meu lado, foi uma boa prova de limitação de danos, porque eu poderia não ter terminado”, refletiu o tricampeão. “Estava com tantos problemas no carro [em decorrência do toque com Bottas] que não conseguia andar no ritmo do Kimi [Raikkonen, segundo colocado]. A traseira do carro estava indo para todo lado.”

O chefe de Rosberg e Hamilton, Niki Lauda, concordou com o inglês. “Lewis teve azar. Com certeza foi culpa do Bottas – e o carro avariado não o ajudou. Eu teria ficado bravo com o Bottas”, declarou o austríaco. Hamilton, contudo, classificou o ocorrido de “acidente de corrida”, ainda que o piloto da Williams tenha sido punido

Com o segundo lugar na Austrália e o terceiro no Bahrein, Hamilton é o vice-líder do campeonato, que volta em duas semanas, na China.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *