Últimas

Rosberg relembra azar de 2015 na Rússia e teme por vantagem na tabela

  • MOHAMMED AL-SHAIKH/AFP

Nico Rosberg tem sido absoluto até aqui no campeonato, com três vitórias nas três primeiras etapas. Mas sabe que uma corrida ruim na Rússia, neste final de semana, pode tirar boa parte dos 36 pontos que tem de vantagem para o companheiro Lewis Hamilton. Por isso, o alemão evita celebrar o bom início.

“Aproveitei as oportunidades que tive e tenho um pouco de vantagem nos pontos agora – mas só passaram três corridas e eu só preciso ter um final de semana ruim para essa diferença desaparecer.”

Um GP ruim foi o que Rosberg teve na Rússia ano passado. Depois de dominar os treinos e largar na pole, o alemão teve um problema em sua Mercedes logo nas primeiras voltas da corrida e abandonou, liberando o caminho para uma vitória tranquila de Hamilton, que praticamente selou seu tricampeonato – lembrando que a prova, em 2015, foi disputada em outubro.

“Mal posso esperar para voltar para Sochi. Tudo estava correndo bem até um problema técnico me tirar na corrida, então eu sei que sou competitivo nessa pista”, lembrou Rosberg.

O alemão, contudo, destacou que ainda vê Hamilton como ‘referência’ e acredita que outras equipes possam entrar na briga. “Lewis ainda é a referência porque ele é o campeão, a Ferrari não mostrou do que é capaz e a Red Bull também parece estar se fortalecendo, então será uma boa batalha e estou animado. No momento, só estou indo GP por GP, focando no meu trabalho e em tirar o máximo da minha habilidade. Isso tem funcionado até aqui.”

O GP da Rússia tem classificação a partir das 9h do sábado, pelo horário de Brasília, e largada às 8h do domingo.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *