Santa Rita quebra a invencibilidade do CSA e segue vivo na briga por vaga na semi

Caiu o último invicto do Campeonato Alagoano. Na noite desta quarta-feira (13) no Estádio Olival Elias em Boca da Mata, o CSA entrou em campo cheio de desfalques, foi melhor no primeiro tempo, mas sofreu dois gols em dois minutos e viu sua invencibilidade cair para o Santa Rita, que venceu por 2 a 0 e ainda sonha com a classificação.

O Santa Rita chegou aos 5 pontos e na última rodada do Hexagonal vai enfrentar o Coruripe no Gerson Amaral, em confronto direto pela vaga. O CSA por sua vez, ainda líder e classificado, enfrenta o CRB no “Clássico das Multidões”.

O JOGO – 1º TEMPO

Com a bola rolando, o que se via era um CSA recheado de mudanças, já que o técnico Oliveira Canindé tinha cinco desfalques e por isso tinha um time modificado, por isso sofria para produzir e um Santa Rita que adotou a estratégia de se defender e tentar surpreender nos contra-golpes.

Porém, o jogo era truncado no meio de campo, que era pesado por conta da chuva em Boca da Mata. A primeira chance de perigo veio depois dos 20 minutos, quando o lateral-esquerdo Rafinha fez grande jogada para boa defesa do goleiro João Paulo do Santa Rita.

A partida não agradava, mas pelo menos mantinha o CSA invicto e o Santa Rita sonhando com uma vitória que poderia lhe dar a classificação. Primeiro tempo encerrado no Estádio Olival Elias com um empate sem gols.

2º – TEMPO

Na volta para o segundo tempo o Santa Rita um pouco mais solto e o CSA mais seguro. Os dois treinadores passaram a mudar suas equipes, mas quem melhor respondeu foi o Santa Rita, que crescia no jogo.

Os donos da casa seguiam com bom ritmo de jogo e assim, chegaram ao gol que abriu o placar. Aos 33 minutos, Jefferson Baiano bateu forte e abriu o placar, sem chances para o goleiro Jefferson.

Quem imaginou que o CSA iria reagir se enganou. O Santa Rita nem deu chance de recuperação ao time azulino e um minuto depois de abrir o placar, chegou ao segundo com Taubaté, que aproveitou bola na área. 2 a 0.

Com a vantagem adquirida, o técnico Eduardo Neto fechou o time do Santa Rita, que mesmo com os acréscimos, garantiu a boa vitória por 2 a 0 sobre o até então líder CSA e assim, se mantém vivo na briga peça classificação para a semifinal do Alagoano.

 

 

Escrito por: Paulo Chancey Junior

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *