Últimas

São Paulo e Palmeiras jogam a vida na Libertadores; Grêmio em apuros

Montevidéu, 11 Abr 2016 (AFP) – São Paulo, Palmeiras e Atlético Mineiro decidem em casa o futuro na Copa Libertadores, com os times paulistas obrigados a vencer e o Galo em situação bem mais confortável na hora de encarar a última rodada da fase de grupos.

Como o tricolor paulista, o Grêmio ainda tem dois jogos pela frente, o primeiro deles nesta quarta-feira, na altitude de Quito, em duelo crucial com a LDU.

O Corinthians, que tem a classificação bem encaminhada, só volta a jogar na Libertadores na semana que vem, contra o fraco Cobresal, em Itaquera.

No total, 11 times podem garantir a classificação nesta semana para se juntar a Nacional, do Uruguai, Atlético Nacional, da Colômbia, Toluca e Pumas, do México, além do surpreendente Deportivo Tachira, da Venezuela, que já têm presença garantida nas oitavas de final.

– São Paulo encara o campeão -Um dos jogos mais atrativos da semana será certamente o duelo de tricampeões da Libertadores entre São Paulo e River Plate, nesta quarta-feira, no Morumbi, pelo grupo 1.

O choque será disputado em clima de decisão. O time argentino, que defende o título conquistado no ano passado, garante a vaga antecipada em caso de vitória, enquanto o São Paulo precisa vencer para se manter vivo na competição.

A goleada de 6 a 0 da semana passada sobre o Trujillanos deu mais confiança ao tricolor, mas o desafio será bem mais complicado diante dos ‘milionários’, infinitamente superiores ao modestíssimo time venezuelano.

Os comandados de Edgardo Bauza precisam vencer as duas próximas partidas para se classificar. O próximo também promete ser complicado, contra o The Strongest, na semana que vem, na altitude de La Paz.

Os bolivianos entram em campo nesta terça-feira, contra o Trujillanos, e não devem ter dificuldade para somar os três pontos que podem ser sinônimos de liderança, em caso de tropeço do River no Morumbi.

O próprio São Paulo pode assumir a ponta, mas para isso precisa golear os argentinos e torcer por um improvável tropeço dos bolivianos na Venezuela.

– Palmeiras precisa vencer e rezar -O Verdão está em situação muito mais delicada que o tricolor, por não ter mais o destino em mãos.

Precisa vencer o outro River Plate, ‘primo pobre’ uruguaio dos ‘milionários’, e ainda torcer por uma derrota do Rosario Central, da Argentina, diante do já classificado Nacional.

Não acaba por aí. Essa combinação de resultados serve apenas se o Palmeiras conseguir tirar a diferença de três gols de saldo em relação aos argentinos.

Ou seja, precisa vencer por três gols de diferença para garantir a vaga qualquer que seja o placar da derrota do Rosario Central.

Na semana passada, o Palmeiras garantiu um empate heroico em Rosário (3-3), mas poderia ter saído da Argentina com um resultado melhor, já que ficou duas vezes à frente no marcador e ainda teve Gabriel Jesus expulso.

Na Arena, o time paulista não poderá mais desperdiçar oportunidades. O sempre supersticioso Cuca terá que invocar o espírito do ‘Eu Acredito’, que o ajudou a sair de situações desesperadoras na campanha que deu o título ao Atlético Mineiro, em 2013, com a imagem de Nossa Senhora Aparecida estampada no peito.

– Formalidade no Horto -Por ironia do destino, o Galo se encontra justamente numa situação totalmente oposta. Líder do grupo 5, o time mineiro precisa apenas de um empate em casa, na quinta-feira, para chegar às oitavas.

Ainda por cima, terá que conseguir esse resultado diante do fraquíssimo Melgar, do Peru, time de pior campanha na Libertadores, empatado com o Cobresal, último adversário do Corinthians. Ambos estão com a pontuação zerada, com seis gols de saldo negativo.

O Atlético poderia ter garantido a vaga antecipada na semana passada, mas vacilou ao perder por 3 a 2 para o Indepediente Del Valle, no Equador, com o qual divide a liderança, com os mesmos dez pontos.

O principal desafio, portanto, será garantir o primeiro lugar da chave. Para isso, basta obter um resultado melhor do que os equatorianos, que terão a dura tarefa de visitar um Colo Colo com a faca entre os dentes, precisando da vitória para se classificar.

-Grêmio nas alturas-Apesar da campanha fraca, com apenas uma vitória em quatro jogos, o tricolor gaúcho está na zona de classificação para as oitavas, ocupando a vice-liderança do grupo 6, mas precisa segurar a LDU para não ficar numa situação muito delicada antes da última rodada.

Na quarta-feira, uma derrota na altitude de Quito embolaria a chave e deixaria o futuro incerto.

No ‘grupo da morte’ da Libertadores, o primeiro time classificado é o que menos se esperava, o Toluca, do México, deixando para trás três campeões do torneio.

Além do Grêmio, que conquistou o título continental em 1983 e 1995, San Lorenzo (2014) e LDU (2008) também correm atrás da classificação.

O time do Papa Francisco entra em campo na terça-feira, no México, correndo sério risco de eliminação se não vencer o Toluca.

No grupo 8, liderado pelo Corinthians, o Cerro Porteño pode desbancar o Timão da ponta se golear o Cobresal.

A chave 3 terá o explosivo choque 100% argentino, na terça-feira, entre Racing e Boca Juniors, sendo que o primeiro pode garantir a vaga antecipada com uma vitória. O Boca também, mas para isso também precisa contar com um tropeço do Bolívar no campo do Deportivo Cali.

– Partidas desta semana na Copa Libertadores:

Grupo 1

Terça-feira, em Valera: Trujillanos (VEN) – The Strongest (BOL)

Quarta-feira, em São Paulo: São Paulo (BRA) – River Plate (ARG)

Classificação:

– Pts J V E D Gp Gc

1. River Plate (ARG) 8 4 2 2 0 12 2

2. The Strongest (BOL) 7 4 2 1 1 4 8

3. São Paulo (BRA) 5 4 1 2 1 8 3

4. Trujillanos (VEN) 1 4 0 1 3 2 13

Grupo 2

Quinta-feira, em Montevidéu: Nacional (URU) – Rosario Central (ARG)

Quinta-feira, em São Paulo: Palmeiras (BRA) – River Plate (URU)

Classificação:

– Pts J V E D Gp Gc

1. Nacional (URU) 9 5 2 3 0 6 4 CLASSIFICADO

2. Rosario Central (ARG) 8 5 2 2 1 11 8

3. Palmeiras (BRA) 5 5 1 2 2 8 8

4. River Plate (URU) 3 5 0 3 2 6 11

Grupo 3

Quarta-feira, em Buenos Aires: Racing (ARG) – Boca Juniors (ARG)

Quinta-feira, em Cali: Deportivo Cali (COL) – Bolívar (ARG)

Classificação:

– Pts J V E D Gp Gc

1. Racing (ARG) 8 4 2 2 0 10 5

2. Boca Juniors (ARG) 6 4 1 3 0 4 2

3. Bolívar (BOL) 4 4 1 1 2 8 8

4. Deportivo Cali (COL) 2 4 0 2 2 4 11

Grupo 4

Terça-feira, em Buenos Aires: Huracán (ARG) – Peñarol (URU)

Terça-feira, em Lima: Sporting Cristal (PER) – Atlético Nacional (COL)

Classificação:

– Pts J V E D Gp Gc

1. Atl. Nacional (COL) 12 4 4 0 0 11 0 CLASSIFICADO

2. Huracán (ARG) 6 4 2 0 2 7 7

3. Sporting Cristal (PER) 4 4 1 1 2 6 10

4. Peñarol (URU) 1 4 0 1 3 1 8

Grupo 5

Quinta-feira, em Belo Horizonte: Atlético Mineiro (BRA) – Melgar (PER)

Quinta-feira, em Santiago: Colo Colo (CHI) – Independiente del Valle (EQU)

Classificação:

– Pts J V E D Gp Gc

1. Atl. Mineiro (BRA) 10 5 3 1 1 8 4

2. Ind. del Valle (EQU) 10 5 3 1 1 7 4

3. Colo Colo (CHI) 8 5 2 2 1 4 5

4. Melgar (PER) 0 5 0 0 5 2 8

Grupo 6

Terça-feira, em Toluca: Toluca (MEX) – San Lorenzo (ARG)

Quarta-feira, em Quito: LDU (EQU) – Grêmio (BRA)

Classificação:

– Pts J V E D Gp Gc

1. Toluca (MEX) 10 4 3 1 0 7 3 CLASSIFICADO

2. Grêmio (BRA) 5 4 1 2 1 6 4

3. San Lorenzo (ARG) 3 4 0 3 1 3 5

4. LDU (EQU) 3 4 1 0 3 4 8

Grupo 7

Quarta-feira, em Assunção: Olimpia (PAR) – Táchira (VEN)

Quarta-feira, em Guayaquil: Emelec (EQU) – Pumas (MEX)

Classificação:

– Pts J V E D Gp Gc

1. Pumas (MEX) 12 5 4 0 1 14 6 CLASSIFICADO

2. D. Táchira (VEN) 9 5 3 0 2 6 7 CLASSIFICADO

3. Emelec (EQU) 4 5 1 1 3 8 11

4. Olimpia (PAR) 4 5 1 1 3 8 12

Grupo 8

Quarta-feira, em El Salvador: Cobresal (CHI) – Cerro Porteño (PAR)

Classificação:

– Pts J V E D Gp Gc

1. Corinthians (BRA) 10 5 3 1 1 7 4

2. Santa Fe (COL) 8 5 2 2 1 6 3

3. Cerro Porteño (PAR) 7 4 2 1 1 5 5

4. Cobresal (CHI) 0 4 0 0 4 2 8.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *