Segunda fase de Os Dez Mandamentos estreia nesta segunda-feira

Novela da Record foi um dos sucessos de 2015. Foto: Record/Divulgação (Foto: Record/Divulgação)
Novela da Record foi um dos sucessos de 2015. Foto: Record/Divulgação

A recepção de público de Os dez mandamentos foi surpreendente em 2015. Apesar de defeitos notórios, como capítulos em que nada acontecia e efeitos especiais pouco convincentes, a trama da Record ameaçou a soberania do horário nobre da Globo e ultrapassou os limites da teledramaturgia ao lançar versão no cinema, em curto intervalo de tempo. O êxito nos números levou à renovação para mais uma temporada do folhetim bíblico – estratégia mais comum em seriados. A segunda fase estreia nesta segunda-feira, às 20h30, na Clube/Record.

A nova fase acompanhará a travessia de Moisés, Araão, Josué e outros hebreus pelo deserto rumo à Terra Prometida. A nova fase apostará em narrativa e efeitos visuais semelhantes. A história retoma o momento em que Moisés quebra as tábuas com os mandamentos diante do povo hebreu. O elenco permanece com Guilherme Winter, Petrônio Gontijo, Sidney Sampaio, Denise Del Vecchio e Larissa Maciel, além de estreantes, como o ator Dudu Azevedo, ex-Globo, que assinou o contrato com a emissora em fevereiro deste ano. Ele será Zur, um vilão ao lado de Corá, personagem vivido por Vitor Hugo.

A Record encontra dois desafios nesta empreitada: atrair e fidelizar o público que acompanhou a primeira temporada, mas se dispersou nas reprises de Rei Davi e José do Egito, cujos índices de audiência não foram tão altos, e mostrar a eficiência da estratégia de retomada da novela. A emissora já havia apostado no formato de continuação em Os mutantes. Para a Globo, o desafio é não definhar na audiência que já vem sendo baixa. É incontestável a qualidade artística de Velho Chico.

Apesar disso, a trama de Benedito Ruy Barbosa vem em declínio nos índices de audiência, com médias próximas ou inferiores às de Totalmente demais. A expectativa é se o boom entre os espectadores se repetirá ou não.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *