Situação em Aleppo é "catastrófica" e coloca vida de milhões em risco, diz ONU

Por Stephanie Nebehay

GENEBRA (Reuters) – A situação em Aleppo está “catastrófica” após ataques aéreos durante a noite em um hospital em uma área tomada por rebeldes na cidade síria, e entregas de ajuda humanitária a milhões de sírios foram prejudicadas, informou a Organização das Nações Unidas nesta quinta-feira.

Um comboio de ajuda humanitária foi atingido por uma rodada de morteiros próximo a Homs nesta semana, enquanto outro foi forçado a parar por conta de ataques aéreos, disse Jan Egeland, diretor da força-tarefa humanitária da ONU para a Síria.

Um ataque a hospital em um distrito controlado por rebeldes em Aleppo, pólo comercial da Síria antes da guerra civil ter início há cinco anos, matou ao menos 27 pessoas, incluindo três crianças e o último pediatra da cidade, de acordo com o grupo monitor Observatório Sírio para Direitos Humanos.

“As implicações são incrivelmente profundas porque muitas vidas civis estão em jogo, muitos funcionários da ajuda humanitária e membros de equipes de resgate estão sendo bombardeados, mortos, mutilados, em um momento que a vida inteira de milhões de pessoas também está em risco”, disse Egeland a repórteres em Genebra.

Egeland citou uma “deterioração catastrófica em Aleppo nas últimas 24 a 48 horas, também em partes da área de Homs”.

Aleppo se tornou o epicentro de um crescimento militar que ajudou a desfazer conversas de paz lideradas pela ONU nas semanas recentes. Um acordo de cessação das hostilidades foi desfeito e confrontos foram retomados em diversas frentes na Síria.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *