Últimas

SpaceX enviará suas primeiras espaçonaves a Marte em 2018

A primeira espaçonave terrestre deve partir rumo a Marte em 2018. A SpaceX anunciou por meio de seu perfil oficial no Twitter a marca, um primeiro passo importantíssima para a meta de levar humanos para o planeta vermelho dentro de alguns anos.

Planning to send Dragon to Mars as soon as 2018. Red Dragons will inform overall Mars architecture, details to come pic.twitter.com/u4nbVUNCpA

— SpaceX (@SpaceX) 27 de abril de 2016

A empresa não deu muitos detalhes sobre o plano, mas dá a entender que a missão envolverá as espaçonaves Red Dragon, uma adaptação do modelo Dragon preparado para viagens para Marte. A SpaceX prometeu mais detalhes em breve, e divulgou apenas duas imagens conceituais do projeto.

A missão marca a primeira vez que uma missão de uma companhia privada colocará algum veículo em outro planeta. Até hoje, isso havia sido feito apenas com sondas da NASA, que é mantida com verba governamental dos Estados Unidos.

Os veículos da SpaceX têm um diferencial que a própria NASA ainda não conseguiu replicar, que é a aterrissagem propulsiva. Isso significa que a nave usa seus motores para amaciar a queda, o que é decisivo para um pouso seguro em Marte, onde a atmosfera é muito menos densa do que a da Terra. Aqui, os veículos são naturalmente desacelerados ao entrar na atmosfera, mas esta vantagem não existe em solo marciano.

Esta vantagem pode ser imprescindível para o futuro da exploração de Marte, porque permite o transporte de grandes quantidades de equipamentos para o planeta, o que será necessário para a criação de uma colônia local, para que as pessoas sejam capazes de se manter vivas por lá.

No entanto, por enquanto não há planos divulgados de mandar humanos para Marte. Elon Musk, CEO da SpaceX, já avisou, no entanto que deve anunciar os planos de colonização em setembro deste ano, em Guadalajara, no México, onde acontece o Congresso Internacional de Aeronáutica.

A empresa não deu muitos detalhes sobre o plano, mas dá a entender que a missão envolverá as espaçonaves Red Dragon, uma adaptação do modelo Dragon preparado para viagens para Marte. A SpaceX prometeu mais detalhes em breve, e divulgou apenas duas imagens conceituais do projeto.

A missão marca a primeira vez que uma missão de uma companhia privada colocará algum veículo em outro planeta. Até hoje, isso havia sido feito apenas com sondas da NASA, que é mantida com verba governamental dos Estados Unidos.

Os veículos da SpaceX têm um diferencial que a própria NASA ainda não conseguiu replicar, que é a aterrissagem propulsiva. Isso significa que a nave usa seus motores para amaciar a queda, o que é decisivo para um pouso seguro em Marte, onde a atmosfera é muito menos densa do que a da Terra. Aqui, os veículos são naturalmente desacelerados ao entrar na atmosfera, mas esta vantagem não existe em solo marciano.

Esta vantagem pode ser imprescindível para o futuro da exploração de Marte, porque permite o transporte de grandes quantidades de equipamentos para o planeta, o que será necessário para a criação de uma colônia local, para que as pessoas sejam capazes de se manter vivas por lá.

No entanto, por enquanto não há planos divulgados de mandar humanos para Marte. Elon Musk, CEO da SpaceX, já avisou, no entanto que deve anunciar os planos de colonização em setembro deste ano, em Guadalajara, no México, onde acontece o Congresso Internacional de Aeronáutica.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *