Últimas

Suspeito de atentados em Paris é extraditado para França

PARIS, ABR 27 (ANSA) – Salah Abdeslam, que é suspeito de ter ajudado a planejar os atentados em Paris que deixaram 130 mortos em novembro e foi detido recentemente em Bruxelas, foi extraditado para a França, informaram autoridades belgas nesta quarta-feira, dia 27.   

A Procuradoria Federal belga se negou a dar mais detalhes do caso, com medo de atrapalhar o processo.   

Ele é o único dos oito nomes por trás da série de atentados realizados em 13 de novembro que continua vivo. Abdeslam foi levado à França em um helicóptero pelas autoridades locais. Ele foi escoltado por grande contingente de agentes de segurança.   

O novo advogado de Abdeslam, Frank Berton, disse, em entrevista ao jornal “La Voix du Nord”, que o suposto terrorista quer cooperar com a Justiça francesa. “O que importa é que ele tenha um julgamento justo”, acrescentou.   

Histórico – Em 13 de novembro, Paris passou pelo inferno por uma noite. Uma série de ataques terroristas coordenados, que ocorreram em menos de uma hora, foram registrados na área ao redor do Stade de France, onde era realizado um amistoso com a presença do presidente François Hollande, na casa de shows Bataclan e em ruas da região central, que resultam na morte de 130 pessoas. Os terroristas usaram metralhadoras, granadas e bombas, assim como coletes explosivos. Abdeslam conseguiu fugir, tornando-se o homem mais procurado da Europa. Após grande operação de busca, ele foi detido pela polícia belga em Bruxelas no dia 18 de março. (ANSA)

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.
Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *