Últimas

"Tenho orgulho de ter Merkel como amiga", diz Obama

Em entrevista ao jornal “Bild”, presidente dos EUA elogia pragmatismo da chanceler federal alemã e sua postura “corajosa” na atual crise de refugiados que assola o continente europeu. “Eu confio nela”, afirmou.

A postura da chanceler federal alemã, Angela Merkel, na atual crise de refugiados foi “corajosa”, “assim como a de muitos alemães”, disse o presidente dos EUA, Barack Obama, em entrevista publicada neste sábado (23/04) pelo jornal alemão Bild. A líder alemã, segundo ele, teria mostrado na ocasião “verdadeira liderança política e moral”.

De acordo com Obama, a política para migração e refugiados é difícil em qualquer país. “Mas acredito que as melhores lideranças estão dispostas a enfrentar até mesmo os problemas mais difíceis”, disse. “Não se pode simplesmente fechar as portas a nossos semelhantes quando eles estão passando por tamanha necessidade”, frisou, acrescentando que isso que seria uma “traição de nossos valores”.

Merkel reconheu ser necessário um “processo ordenado” para acolher os recém-chegados e integrá-los à sociedade alemã, afirmou Obama ao jornal. No entanto, o presidente americano alertou que a Alemanha não deveria suportar toda a carga sozinha ou com a ajuda de “apenas alguns poucos Estados”.

Para Obama, o recente #link19202030:acordo entre a União Europeia (UE) e Ancara#, que prevê o reenvio de migrantes da Grécia para a Turquia, pode ser considerado um passo em direção a uma divisão justa da responsabilidade.

“Defensora dos direitos humanos”

O presidente do EUA disse ter “orgulho por Angela ser minha amiga”, uma líder “pragmática e que se concentra no que é de fato viável”. “Quando ela diz que vai fazer uma coisa, então, ela o faz. Eu confio nela.”

A chanceler federal alemã incorpora “muitas das qualidades de liderança que eu mais admiro”, ressaltou Obama, afirmando que Merkel é “uma voz eloquente e uma defensora da liberdade, da igualdade e dos direitos humanos”.

Ele disse que quando houve algum tipo de problema nas relações bilaterais, “como acontece inevitavelmente entre dois países, resolvemos em parceria, com respeito mútuo”.

O presidente americano agradeceu à Alemanha pela contribuição decisiva para o acordo nuclear com o Irã. Ele definiu o país também como um dos aliados mais próximos na luta contra o grupo extremista “Estado Islâmico” (EI) e contra o terrorismo.

“A mensagem da minha viagem [à Europa] é a de que os Estados Unidos – ou ainda o mundo todo – precisam de uma Europa forte, próspera e unida”.

Nesta sexta-feira e neste sábado, Obama visita o Reino Unido, onde se manifestou contra a chamada “Brexit” e a favor da permanência do país na UE. O líder americano também conversou com jovens britânicos, defendendo o chamado Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento (TTIP).

Neste domingo, Obama e Merkel participam da abertura da Feira de Hannover, a maior feira industrial do mundo. Segundo informações da Casa Branca, o presidente volta a defender o planejado TTIP durante sua passagem pela cidade alemã.

LPF/afp/dpa

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *