Terremoto no Equador mata ao menos 28; 4 países têm alerta de tsunami

Pelo menos 28 pessoas morreram como consequência do terremoto de 7,8 graus na escala aberta de Richter registrado neste sábado no Equador, informou o vice-presidente do país, Jorge Glas.

Desse total, 16 pessoas morreram na cidade de Porto Viejo, dez em Manta e dois na província de Guayas, segundo relatórios preliminares.

O epicentro do tremor foi a 27 km da cidade de Muisne, perto da fronteira com a Colômbia. Um alerta de tsunami foi gerado para Equador, Colômbia, Costa Rica, Panamá e Peru.

Segundo o Serviço Geológico Colombiano, o tremor aconteceu a 18h58 (horário local, 20h58 em Brasília) a uma profundidade de 19,2 quilômetros no oceano Pacífico, com epicentro na região fronteiriça.

O terremoto balançou prédios na capital equatoriana por 40 segundos, e muitas pessoas correram para as ruas. Quito é localizada a cerca de 173 km do epicentro do tremor.

O Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico prevê ondas de 30 cm até 1 metro na costa do Equador.

Na Colômbia, o tremor foi sentido em cidades como Cali, Pasto e Popayán, segundo a União Nacional de Gestão de Risco de Desastres (UNGRD).

Em alguns bairros de Cali, capital do departamento (Estado) de Valle del Cauca, foram registrados cortes de energia elétrica e os bombeiros da cidade informaram de rachaduras em construções.

O diretor da UNGRD, Carlos Ivan Márquez, disse ao canal RCN que o tremor foi “muito forte, mas profundo” e sentido nos departamentos de Nariño, Cauca, Valle del Cauca e no eixo cafeicultor, no centro do país. “Fizemos uma varredura em nível geral e não se tem nenhum reporte por enquanto de danos”, acrescentou o diretor da UNRGD. (Com agências internacionais)

ECUADOR SE DESCONTROLOOOO pic.twitter.com/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

pesibs5KV6

— Ro ? ? ? · Yatone (@wwwytbers) 17 de abril de 2016

Sismo de 7,8 en Ecuador … #Guayaquil pic.twitter.com/

 

 

 

 

 

yMk0hGfGgN

— Juan candanga (@jlozano1013) 17 de abril de 2016

Como acontecem os terremotos? Entenda

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *