Últimas

Time da virada? Pro players dizem como "PES" pode superar "FIFA"

Para os jogadores profissionais de “Pro Evolution Soccer” a série não precisa fazer muito para superar o rival “FIFA”: na opinião deles, o que falta mesmo é a Konami se empenhar em divulgar mais o game no Brasil e no mundo.

“Como o nome ‘FIFA’ é muito forte, acho que o ‘PES’ deveria investir mais na própria marca na Europa e outros lugares, mais ou menos como já acontece aqui no Brasil”, opina Felipe ‘Mestre’, um dos quatro primeiros colocados do campeonato brasileiro de “PES 2016”.

“Deveriam fazer torneios com mais frequência, como já acontece com o próprio ‘FIFA'”.

Quem tem opinião parecida é o vice-campeão brasileiro Valber Mendes. “Precisa divulgar mais na mídia. O mundial do ‘FIFA’, por exemplo, foi transmitido pela TV, o do ‘PES’ é só pela internet”.

Valber acredita também que a produtora do jogo deveria focar ainda mais seus esforços no Brasil.

“A Konami quase não tem olhos aqui pro Brasil. Acho que devia se juntar com a CBF e trazer mais jogadores de futebol para os eventos”.

Com relação ao game em si, os pro players parecem bem satisfeitos com a jogabilidade e a quantidade de ligas e equipes.

“O ‘FIFA’ teve uma grande evolução na edição 2014 e o PES meio que deu uma estagnada, mas, pra mim, a jogabilidade do ‘PES’ é melhor que a do ‘FIFA'”, diz ‘Mestre’. O coro é engrossado por Valber: “o que falta mesmo é mais divulgação, porque o jogo em si é bom, achei esse ‘PES 2016’ perfeito”.

O único que dá alguns pitacos sobre os controles do game é o campeão brasileiro Guilherme Fonseca, o ‘GuiFera’.

“Acho que tinha de tirar um pouco a velocidade do jogo e os bate e rebates perto da área”, sugere Guilherme.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *