Últimas
20160401202726310253u

Vandalismo em unidade da Compesa no Alto do Mandú já causou prejuízo de R$ 50 mil

Invasores utilizam reservatório para tomar banho. Foto: Compesa/Divulgação
Invasores utilizam reservatório para tomar banho. Foto: Compesa/Divulgação

A Companhia Pernambucana de Saneamento estuda medidas de segurança para combater atos de vandalismo que vêm sendo praticado na unidade do Alto do Mandú, na Zona Norte do Recife. A empresa já pediu o reforço do policiamento nas redondezas e vai instalar placas de aviso e cercas. Além do prejuízo financeiro, orçado em torno de R$ 50 mil, os atos prejudicam o abastecimento na localidade e ainda põe em risco a vida de quem os pratica.

A última invasão da unidade por vândalos aconteceu  há 15 dias. Suspeitos ainda não identificados quebraram o muro, que já havia sido recuperado pela Compesa devido a atos anteriores, e entraram na unidade. No local, arrombaram parte da cobertura do reservatório que abastece a comunidade para tomar banho e ainda utilizaram drogas ilícitas na área privativa. “Eles estão usando o local como se fosse a  área de lazer e não se dão conta de que estão correndo risco de morte no reservatório. Além de ser profundo, é um equipamento eletrificado, que foi projetado para o abastecimento e não para banhos”, avisou a gerente da Unidade de Negócios Metropolitana, Isabelle Souto.

Segundo a gerente, a Compesa já gastou em torno de R$ 50 mil para recuperar os danos que os invasores causaram à unidade. Por três vezes, eles quebraram o muro e fizeram dois buracos na cobertura do reservatório. “Já estamos procurando a delegacia do bairro e também solicitando o apoio da Polícia Militar para intensificar as rondas na área. Caso haja flagrante, o indivíduo será conduzido à delegacia. Mas é preciso que haja também consciência para que esses atos não sejam praticados, pois todos podem pagar a conta”, lembrou Isabelle Souto. A fim de solicitar o apoio da comunidade, a gerência estará  em breve realizando reunião no local.

Denuncie
A população pode contribuir com informações ligando para o telefone da Compesa no 0800 081 0195.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *