Últimas

'Zebra preparada para aprontar na Liga dos Campeões'

“Na Inglaterra, o Leicester está prestes a se tornar o  campeão mais improvável deste século. E jogando muito bem, com time encaixado e o treinador Ranieri conseguindo manter o time titular imutável por rodadas a fio. Uma Premier League tão louca que, além do “nanico campeão” tudo indica que teremos três dos dez grandes do país rebaixados: Newcastle, Sunderland e Aston Villa. Numa grossa versão à brasileira seria ter a Chapecoense (que em 2012 estava na Terceirona, como o Leicester – embora coloque aqui que o time inglês tem uma tradição história muito maior lá na Inglaterra) levando o Brasileirão e Fluminense, Botafogo e Santos degolados.

Só isso já faz a atual temporada entrar para a história. Mas hoje e amanhã, as surpresas podem ser ampliadas com uma improvável semifinal de Champions sem os supercampeões.

Neste momento, os três titãs que sobreviveram no torneio – Bayern, Real Madrid e Barcelona – estiveram presentes nas últimas sete finais, ganhando cinco. Só que este três gigantes vão para seus jogos de volta a perigo. O Barcelona cai se o Atlético de Madrid, em casa, vencer por 1 a 0; o Benfica terá o apoio da torcida em Lisboa anular o magro 1 a 0 que levou em Munique; e o Real, o único que atuará em casa, precisará tirar a boa vantagem de 2 a 0 que o

Wolfsburg (oitavo colocado da Bundesliga) impôs na Alemanha.

O trio de ferro é favorito e deve avançar? Diria que sim. Embora tenha no currículo oito presenças em semifinais da Liga, o Benfica vem com a pressão de não ganhar a Champions desde 1962 ainda na Era Eusébio, de 1989 para cá vem morrendo antes das semifinais e o Bayern, além da maior qualidade técnica, sabe jogar sob pressão.

No duelo em Madri, o Atlético aposta na bela defesa, mas não anda fazendo muito gol. Se o Trio MSN balançar a rede uma vez que seja para o Barça, ferrou, pois o ataque colchonero não irá compensar.

Por fim, tem o Real. É claro que os Merengues têm condições de golear em casa o irregular rival alemão, que nunca fez nada na Champions e terá pela frente simplesmente o Rei da Liga, com 26 presenças na fase semifinal, sendo que em dez destas oportunidades saiu como campeão.

Não deixem de acompanhar a rodada. Serão grandes jogos e nenhum titã está em posição confortável na temporada Viva a Zebra!”

Raridade

Caso o trio Atlético, Benfica e Wolfsburg derrote o trio de ferro – e avance na Liga dos Campeões juntando-se a PSG ou Manchester City, a semifinal contará com apenas um time que que tenha conseguido chegar ao Top-4 da Champions nos últimos 20 anos: o Atlético, vice em 13/14. Antes, só o PSG na temporada 1994/95 (semifinalista).

Bolso cheio

O Leicester ainda não é campeão inglês, mas já se garantiu na próxima Champions. Assim, já conta com R$ 48 milhões pela participação na fase de grupos; R$ 4 milhões por vitória na fase de grupos (R$ 2 milhões por empate), e

toda a grana que conseguir com a venda de produtos no dia dos jogos em casa e, no mínimo, R$ 40 milhões com direitos de TV. Está bom para a Chapecoense inglesa?

?

Carlos Alberto Vieira é editor e colunista do L!

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *