Aplicativos de táxi também poderão ter motoristas sem alvará em SP

A disputa entre o Uber e os taxistas pode liberar os aplicativos de táxi de aceitarem somente condutores com alvará de taxista ou com o condutax (habilitação para dirigir táxi). Ou seja, os serviços de transporte por aplicativo poderão trabalhar nas duas modalidades: taxistas e motoristas particulares.

Na semana passada, a Câmara de São Paulo barrou a votação do projeto que regulariza aplicativos de transportes por conta da pressão dos taxistas que cercaram a Assembleia Legislativa na última quarta-feira, 4. Os profissionais alegam que as empresas estão fazendo concorrência desleal, uma vez que não pagam as mesmas taxas que os taxistas e não precisam de licença para trabalhar.

O prefeito Fernando Haddad (PT) já afirmou que irá regulamentar o serviço através de um decreto nos próximos meses. Está prevista a venda de créditos para os aplicativos de transportes poderem rodar na cidade; dessa forma, o governo municipal teria informações detalhadas sobre as viagens e ainda tem como garantir um limite de carros nas ruas.

Atualmente, a capital conta com cerca de 38 mil táxis e aproximadamente 5 mil cadastrados no Uber. O limite que a prefeitura projeta de carros nas ruas, entre taxistas e autônomos, é de 50 mil.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *