Últimas

Atentados contra candidatos ao Exército iemenita matam 41 pessoas

Sana, 23 mai (EFE).- Pelo menos 41 candidatos a entrar no Exército do Iêmen morreram nesta segunda-feira na cidade de Áden em dois atentados consecutivos realizados contra dois grupos de jovens milicianos que pretendiam ingressar nas fileiras do Exército regular, segundo fontes do Ministério da Saúde e militares.

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) assumiu em comunicado a autoria do duplo atentado.

Na nota, cuja autenticidade não pôde ser verificada pela Agência Efe, os jihadistas assumem a autoria e identificam o terrorista Abu Ali al Adani como um dos responsáveis.

As fontes, que acrescentaram que pelo menos outras 36 pessoas ficaram feridas nos ataques, explicaram que o primeiro atentado aconteceu contra a antiga Delegacia de Polícia de Badr, que acolhe agora a 39ª Brigada de Encouraçados, comandada pelo general Abdallah al Subehi, e situada no bairro de Jur Maksar, próximo ao aeroporto.

A fonte de segurança disse que este ataque foi realizado com uma bomba colocada em frente ao prédio, embora anteriormente tinha indicado que o atentado tinha sido lançado por um suicida ao volante de um carro-bomba.

Minutos depois, uma segunda explosão causada por um suicida com um cinto de explosivos, surpreendeu outro grupo de milicianos que queriam regularizar sua situação e que estavam em frente à casa do general Abdallah al Subehi, também no bairro de Jur Maksar.

Fontes médicas confirmaram à Agência Efe o número de vítimas, mas não detalharam o número de mortos em cada um dos ataques.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *