Balseiros cubanos se abrigam em farol nos keys da Flórida

Miami, Estados Unidos, 21 Mai 2016 (AFP) – Cerca de 20 cubanos que deixaram Havana em uma precária embarcação se instalaram em um farol, nesta sexta-feira, de frente para os keys da Flórida, enquanto a Guarda Costeira americana avalia se estavam, ou não, em terra firme, no momento em que foram encontrados.

Depois de terem resistido a descer do farol de manhã, no cair da tarde, alguns deles começavam a se entregar às autoridades, que analisam se eles receberão asilo.

Como o farol fica nas águas de frente para os keys da Flórida, não está claro se os cubanos tocaram em terra, ou se continuavam em mar aberto no momento de subir a torre. Essa diferença pode significar sua deportação para o país natal, ou sua permanência nos Estados Unidos.

Segundo o noticiário local 7 News, da WSVN, a Guarda Costeira ainda deve determinar se o farol American Shoal fica em terra firme. Essa torre de pouco mais de 30 metros de altura está voltada para o Sugarloaf Key, 30 km ao nordeste de Key West e 185 km em linha reta de Havana.

A assessoria da Guarda Costeira e do condado de Monroe não retornou o contato feito pela AFP.

Imagens de vídeo mostravam um grupo de homens negociando sob o sol em uma plataforma nesse farol de ferro vermelho, construído no final do século XIX.

O governo dos Estados Unidos concede benefícios migratórios aos cubanos que conseguirem chegar a solo americano, mas deporta aqueles que forem interceptados no mar. Essa política é conhecida como “pés secos, pés molhados”.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *