Últimas

"Capitão América: Guerra Civil" monopoliza as estreias de cinema nos EUA

O último e muito esperado lançamento da Marvel, “Capitão América: Guerra Civil”, chega nesta sexta (6) às telas dos Estados Unidos com a firme intenção de alcançar números recordes de bilheteria e prolongar a era de ouro dos filmes de super-heróis.

“Capitão América: Guerra Civil” conta como as autoridades americanas descobrem um organismo destinado a supervisionar as ações dos Vingadores, o que cria uma cisão no grupo, principalmente entre o Capitão América, que deseja seguir defendendo a humanidade sem ingerências, e Homem de Ferro, que apoia a decisão governamental.

O filme, dirigido pelos irmãos Anthony e Joe Russo, conta com um elenco estelar no qual aparecem Robert Downey Jr., Chris Evans, Scarlett Johansson, Jeremy Renner, Don Cheadle e Elizabeth Olsen.

Nas estreias, à sombra de “Capitão América: Guerra Civil”, estão os filmes “A Bigger Splash”, “Being Charlie” e “Pelé: O Nascimento de uma Lenda”, que terão a difícil missão de tirar a liderança do filme de super-heróis nos cinemas.

O filme italiano “A Bigger Splash”, do diretor Luca Guadagnine, que reinterpreta o filme “A Piscina” (1969), de Jacques Deray, apresenta um elenco no qual destacam-se Tilda Swinton, Ralph Fiennes e Dakota Johnson.

“A Bigger Splash” é centrado nas férias em uma ilha de uma estrela do rock e um cineasta, cuja tranquilidade será alterada com a visita de um amigo e sua filha.

Já o cineasta Rob Reiner (“Harry & Sally: Feitos um para o Outro”) estreia “Being Charlie”, um drama com toques de comédia que conta com o protagonismo de Nick Robinson.

O filme relata a história de Charlie, um jovem que tem problemas com drogas e tenta lutar contra sua dependência em um centro de reabilitação enquanto soluciona seus problemas familiares e pessoais.

Por fim, haverá também “Pelé: O Nascimento de uma Lenda”, um filme biográfico sobre o astro do futebol Pelé, foi dirigido pelos irmãos Jeff e Michael Zimbalist.

O filme começa com a infância de Pelé, que vê seu pai chorar após o Brasil perder a Copa do Mundo e lhe promete que algum dia conseguirá o título para ele.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *