CBGT: Cinco lições de Brasil vs Panamá

Com tranquilidade, Seleção vence amistoso antes da estreia na Copa América

Como um ensaio para a estreia na Copa América Centenário, o Brasil encarou na noite deste domingo  o Panamá, em Denver, no duelo Brasil Global Tour. Com tranquilidade a Seleção venceu o adversário por 2 a 0 com gols dos atacantes Jonas e Gabigol.

 

Abaixo, a Chevrolet Brasil Global Tour destaca os principais pontos da vitória Canarinho.

 

 

Philippe Coutinho dono do meio-campo:

 

(Foto: MoWa Press)

 

Phillippe Coutinho parecia estar vestindo a camisa do Liverpool, assim como no time inglês o jogador comandou as ações no meio-campo brasileiro. Com classe, deu passes perfeitos, invertou bolas, executou jogadas individuias, arriscou chutes de fora da área e impressionou os torcedores que estavam no estádio. Mostrou ao técnico Dunga que o comandante fez certo em escala-ló nos onze iniciais. 

 

A estrela de Gabigol:

 


(Foto: MoWa Press)

 

Apesar da pouca idade, Gabigol parecia um vetereno em campo. O atacante fez sua estreia com a camisa da Seleção Brasileira e não decepcionou, mostrou estrela e marcou também seu primeiro gol. O jovem atacante do Santos se movimentou bastante dando opções aos meias. Aproveitou a oportunidade que teve e com o pé direito amplicou o placar. Na comemoração, Gabibol correu para abraçar o técnico Dunga que tem demonstrado confiança no jogador.

 

Jonas artilheiro:

 

(Foto: MoWa Press)

 

Jonas também aproveitou muito bem a oportunidade, com a camisa 9 comprovou o porque de ser um dos artilheiros do futebol europeu nesta temporada. Algumas vezes dentro da área, outras vindo buscar o jogo no meio-campo, o atacante deu muitas opções aos companheiros e balançou as redes logo no início da partida.

 

As mudanças de esquema:

 

(Foto: MoWa Press)

 

O técnico Dunga aproveitou o duelo para fazer testes, não só com os atletas mas também com os esquemas táticos. O Brasil começou a partida num 4-1-4-1 com Jonas no comando do ataque, Willian e Coutinho trocando de posições assim como Elias e Renato Augusto o tempo todo. No segundo tempo o treinador optou pelo 4-4-2 pela primeira vez e foi ousado ao tirar Luiz Gustavo para colocar Hulk em campo. 

 

As diferentes características dos jogadores de meio-campo:

 


(Foto: MoWa Press)

 

No duelo de hoje Dunga teve a oportunidade de fazer muitas substituições e aproveitou todas elas para fazer testes, durantes as modificações uma curiosidade; as distintas características dos meias do elenco. Coutinho por exemplo é um jogador com mais velocidade, Lucas Lima por sua vez é mais controlador, desacelera o jogo, pensa mais nas jogadas e também pode atuar mais adiantado. Renato Augusto, meia de origem, hoje é visto por Dunga como um terceiro homem de meio-campo com facilidade para atuar em todos os lugaeres do setor. Kaká por sua vez hoje atuou pelo lado esquerdo do campo como nos velhos tempos. 

 

Na coletiva de imprensa Dunga confessou que pelas diferentes características dos atletas pode escalar time de acordo com o jogo.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *