Últimas

Climão na Mercedes e dia seguinte de Verstappen: por que ver o GP de Monaco

  • AFP PHOTO / BORIS HORVAT

Depois de vencer de forma surpreendente na primeira corrida a bordo de um carro de equipe grande, o que Max Verstappen vai aprontar no GP de Mônaco? E Lewis Hamilton vai conseguir finalmente sair de sua fase complicada para ganhar pela primeira vez desde outubro do ano passado? Fazia tempo que o campeonato da Fórmula 1 não chegava tão animado a sua etapa mais famosa, o GP de Mônaco, que será realizado neste final de semana.

A prova será disputada a partir das 9h do domingo, mas as atividades começam já na madrugada da quinta-feira do Brasil – a partir das 5h – como é de praxe no Principado.

Confira os 5 motivos para não perder o GP de Mônaco

1. Clima pesado na Mercedes
Como se não bastassem os problemas de Lewis Hamilton nas cinco primeiras etapas do campeonato – que passaram por erros do próprio piloto e falhas da equipe Mercedes – e as quatro vitórias do companheiro Nico Rosberg, a batida entre os dois fez o clima esquentar na Espanha. Em Mônaco, o alemão está imbatível desde 2013 – e o inglês certamente vai querer virar o jogo.

2. Mais um passo para a Red Bull
Equipe que mais demonstrou evolução entre os ponteiros até aqui, a Red Bull já deixou claro que tem um bom chassi em pistas como China e Barcelona. Em Mônaco, circuito em que o motor conta menos, o time de Verstappen e Daniel Ricciardo promete aprontar. E terá uma atualização da Renault para ajudar.

3. Estreia dos ultramacios:
Os últimos GPs de Mônaco ficaram marcados pela falta de alternativas estratégicas, já que os pneus duravam muito. Agora com a estreia dos ultramacios, composto com maior desgaste da ‘linha’ da Pirelli, acredita-se que isso pode mudar.

4. O ‘dia seguinte’ de Verstappen:
O holandês de 18 anos venceu de maneira surpreendente na Espanha, logo na primeira prova em que substituiu Danill Kvyat. Em Mônaco, retorna ao palco de seu pior momento na F-1, quando bateu na traseira de Romain Grosjean e foi muito criticado. Afinal, que Verstappen vai aparecer no Principado neste final de semana?

5. Hora da verdade para a Williams:
Os próprios pilotos da equipe admitem que foi feito um extenso trabalho para melhorar o carro nas curvas de baixa velocidade, grande deficiência dos últimos dois anos. E não há lugar melhor para comprovar os ganhos do que em Mônaco, que foi o palco, em 2015, de uma das piores performances do time do ano, com ambos os carros fora da zona de pontuação.

O GP de Mônaco terá três sessões de treinos livres, às 5h e às 9h da quinta-feira no Brasil, e às 6h do sábado. A classificação será às 9h também do sábado e a largada, no mesmo horário, no domingo.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *