Últimas

Clique Ciência: Qual a influência da Lua sobre a vida na Terra?

  • Bill Ingalls/NASA

Há quem corte o cabelo apenas na Lua crescente, existem avós que calculam partos somente usando as fases da Lua, além de plantios e colheitas inteiras que seguem à risca o calendário desse importante objeto celeste para a Terra.

Embora a crença de que a Lua influencie vários acontecimentos aqui na Terra, a verdade é que, pelo menos até agora, a única coisa que os cientistas podem afirmar é que ela age mesmo no movimento de subida e descida do nível do mar, conhecido como marés.

E como essa influência acontece? Tais movimentos são causados pelas forças de atração que a Lua e o Sol (em menor proporção) exercem sobre a Terra. Assim como a força gravitacional da Terra atrai a Lua para que ela gire ao seu redor, a Lua também atrai a Terra, só que de uma maneira mais branda.

E essa espécie de “cabo de guerra”, ou “puxão gravitacional” como é chamado, faz com que grandes massas de água, como a dos oceanos, se movam dependendo da posição da Lua (e do Sol) em relação ao nosso planeta.

Por dia, a força gravitacional da Lua provoca, em média, duas marés altas e duas marés baixas. No entanto, a intensidade da “alta” e da “baixa” variam também de acordo com a geografia do local e do mar. Além das alterações diárias, as fases da Lua também influenciam as marés.

Fases da Lua mudam marés

Tais fases acontecem à medida que a Lua viaja ao redor da Terra ao longo de um mês. Durante a volta, que dura aproximadamente 27,3 dias (mês sideral), a face da Lua é iluminada pela luz do Sol de maneira diferente, dependendo de sua posição em relação a ele. De acordo com a porção da lua que vemos iluminada, chamamos essas fases de nova, crescente, cheia e minguante. Cada uma das fases dura aproximadamente sete dias.

Durante a lua nova, por exemplo, a Terra, a Lua e o Sol praticamente se alinham, e a atração gravitacional exercida pelos dois últimos astros se soma. Com uma força de atração maior, as correntes marítimas são elevadas e as marés ficam mais altas e mais fortes.

Por que acreditamos que a Lua influencia outras coisas?

Thinkstock

Segundo especialistas, há varias razões que podem explicar a crença de que a Lua decide muitas situações na vida da Terra. “Algumas teorias dizem que, se a Lua é capaz de influenciar a água, como as marés, pode nos influenciar também, já que somos feitos com 70% de água”, diz o Naelton Araújo, astrônomo da Fundação Planetário do Rio de Janeiro.

No entanto, essa influência só ocorre em grandes massas fluidas. “É por isso que não se observam marés sobre massas fluidas menores, como rios e lagos”, completa Jorge Ducati, astrônomo aposentado da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul).

Além disso, não podemos desconsiderar que, por séculos, muitas civilizações atribuíam a resposta para muitas questões ao comportamento dos astros. A adoração pela Lua era tanta que gregos, romanos e outros povos elevaram-na à condição de deusa. As fases da Lua também foram usadas como um dos primeiros instrumentos de medição de tempo (os calendários lunares).

Bebês nascem na mudança da Lua?

Entre as crenças está a de que bebês nascem na “virada” da fase da Lua. “No entanto, múltiplos estudos com milhares de partos já foram realizados medindo a taxa de nascimentos espontâneos e as fases da Lua, mas não foi encontrada nenhuma evidência científica de correlação”, diz Paola Fasano, ginecologista e obstetra do Hospital São Luiz, em São Paulo.

Segundo a médica, a data de nascimento de um bebê pode variar bastante e depende de várias condições relacionadas ao feto e à mãe. Alguns estudos mostram, inclusive, que a etnia também pode influenciar. Enquanto uma pesquisa britânica feita em 2003 mostrou que os partos espontâneos em europeias ocorrem por volta da 40ª semana, um estudo norte-americano mostrou que por lá acontecia na 39ª semana.

Para a médica, a crença está ligada ao fato de que nossos ancestrais não tinham calendários disponíveis, e a Lua era facilmente visualizada no céu e era algo em que eles podiam se basear.

Ao suspeitar que estava grávida, a mulher poderia esperar o parto próximo até a décima mudança da Lua. E a conta normalmente dava certo, porque o ciclo menstrual, como o ciclo lunar, para a maioria das mulheres, dura 28 dias. E uma gestação usualmente dura 40 semanas, o que corresponde a 280 dia, ou 10 meses lunares.”

Paola Fasano, ginecologista

E os cortes de cabelo

É difícil encontrar mulheres que não deem uma espiada no calendário lunar antes de cortar o cabelo. Segundo a superstição, as madeixas crescem mais ao serem cortadas na lua crescente e ganham volume na cheia.

Mas a verdade é que quem controla o crescimento dos pelos do corpo são os hormônios conhecidos como andrógenos. “O principal deles é a testosterona, que estimula o crescimento de pelos no rosto e no corpo e cria um cabelo mais grosso. Nas mulheres, os ovários e glândulas suprarrenais produzem naturalmente andrógenos, mas apenas em quantidades muito pequenas”, explica o endocrinologista Renato Zilli.

Em contraste com os andrógenos, o hormônio feminino estrógeno diminui o crescimento do cabelo e cria um fio mais fino. 

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *