Últimas

Começa votação nas eleições regionais e locais no Reino Unido

Londres, 5 mai (EFE).- As seções eleitorais abriram nesta quinta-feira às 6h locais (3h de Brasília) no Reino Unido, onde acontecem eleições autônomas na Escócia, no País de Gales e na Irlanda do Norte, e locais na Inglaterra, entre elas a escolha do novo prefeito de Londres.

Cerca de 45 milhões de pessoas estão aptas a votar hoje nas eleições que escolherão a nova composição do parlamento de Edimburgo, na Escócia, das assembleias do País de Gales e da Irlanda do Norte, e as locais da Inglaterra.

Os resultados devem ser conhecidos na sexta-feira, mas espera-se que alguns, especialmente na Inglaterra, serão divulgados poucas horas depois do fechamento das seções eleitorais, às 21h locais de hoje (18h de Brasília).

Além do prefeito de Londres, serão escolhidos os mandatários das cidades inglesas de Bristol, Salford e Liverpool.

As eleições de hoje são vistas como uma prova do nível de apoio que desfrutam os principais partidos britânicos, o Conservador e o Trabalhista, após as eleições gerais do ano passado, nas quais os conservadores de David Cameron ganharam com maioria absoluta.

Os analistas esperam com atenção os resultados que serão obtidos pelos trabalhistas sob a nova liderança do esquerdista Jeremy Corbyn, que obteve uma vitória arrasadora no pleito interno do partido no ano passado, após a renúncia de Ed Miliband.

Na Escócia, os cidadãos deverão escolher os integrantes das 129 cadeiras do parlamento, das quais 69 estão nas mãos do Partido Nacionalista Escocês (SNP), 37 com o Partido Trabalhista e 15 com os conservadores, enquanto as restantes estão distribuídas entre outras formações.

Os galeses elegerão os 60 membros da assembleia, na qual os trabalhistas são maioria, com 30 cadeiras, enquanto os conservadores têm 14, o partido galês Plaid Cymru conta com 11 e o restante está com outras formações britânicas.

No caso da Irlanda do Norte, os cidadãos elegerão os 108 integrantes da assembleia autônoma, na qual 38 cadeiras correspondem ao Partido Democrático Unionista (DUP), 29 ao republicano Sinn Féin, 16 ao Partido Unionista do Ulster, 14 ao Partido Liberal-Democrata e Trabalhista do Ulster (SDLP), e o restante corresponde a outras forças políticas.

Em Londres, o trabalhista Sadiq Khan e o conservador Zac Goldsmith são os dois principais políticos com chances de suceder o conservador Boris Johnson à frente da prefeitura.

Além da figura do prefeito, os londrinos deverão escolher a composição da assembleia da cidade, que é integrada por 25 membros e atualmente está dividida entre trabalhistas (12), conservadores (9), Verdes (2) e liberal-democratas (2).

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *