Últimas

Dana nega UFC à venda, mas diz: 'Se vier com R$ 13,8 bi, podemos conversar'

  • Evelyn Rodrigues

Sócio minoritário e presidente do UFC, Dana White, se manifestou nesta quarta-feira (11) para garantir que a organização não está à venda, mas sempre negocia confidencialmente  sua expansão, negando a notícia que surgiu na noite de terça-feira de uma possível compra a partir de uma investida bilionária chinesa. A afirmação foi dada ao programa Dan Patrick Show com um adendo: “se alguém aparecer com US$ 4 bilhões (RS 13,8 bilhões), nós definitivamente podemos conversar.”

De acordo com notícia da ESPN americana, este foi o valor que o grupo formado pelas empresas WME/IMG, China Media Capital, The Blackstone Group e Dalian Wanda Group estaria disposto a investir no UFC. As quatro já teriam falado com os irmãos Frank e Lorenzo Fertitta, este CEO da organização, sobre o negócio.

“Nós não estamos à venda. Estamos sempre trabalhando em acordos e na expansão global”, afirmou White. “Se estou no meio de um acordo, há muita confidencialidade envolvida, mas estamos trabalhando na expansão, em crescer a empresa e entrar em dois novos territórios como China, Japão, Coreia do Sul. Estamos sempre trabalhando em acordos.”

Dana comentou que já falou várias vezes que o UFC recebe ofertas constantes de outras empresas americanas interessadas na compra e que a primeira delas acima de US$ 1 bilhão, feita em 2010, foi rejeitada.

“Eu amo esse negócio, o esporte. Eu saio da cama todo dia empolgado para ir ao trabalho. Eu e os irmãos estamos nessa há muito tempo, trabalhamos juntos bem. Se fizermos algo, será uma decisão mútua e todos sairíamos de lá”, garantiu. 

O empresário também comentou a relação com Conor McGregor, que gerou polêmica recentemente ao fingir que havia se aposentado, para depois mostrar que estava tomando uma posição contra a turnê midiática que os lutadores são obrigados a fazer antes de entrar no octógono.

“Conor e eu temos falado todo dia. Vamos jantar na próxima semana”, garantiu. Dana abordou a suposta luta entre o irlandês e o boxeador Floyd Mayweather, fato que tem sido mencionado por ambos os atletas nas últimas semanas.

“Se o Floyd (Mayweather quer lutar com Conor, me liga, Floyd”, pediu.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *