Últimas

De Alcione ao Samba da Vela: veja roteiro com o melhor do samba na Virada

Para amantes do samba, a Virada Cultural deste ano oferece um cardápio com alguns dos maiores representantes do gênero. Em 24 horas, Alcione, Elza Soares, Maria Rita, Teresa Cristina, entre outros bambas, se revezarão em diversos palcos da cidade cantando clássicos da música popular. No Sesc Pompeia, o ritmo também é celebrado com shows de Beth Carvalho e Fundo de Quintal.

Na Praça Princesa Isabel, um espaço totalmente dedicado ao ritmo receberá, a partir de domingo (22), às 11h, shows de Eduardo Gudin, Arlindo Cruz e Leci Brandão. O encerramento da festa fica por conta de Dona Ivone Lara, que receberá convidados como Monarca, Fabiana Cozza, Graça Braga, Thobias da Vai-Vai e Elizeth Rosa, que cantarão em homenagem à cantora e compositora, que completou 95 em abril. “Com o samba ainda perseguido, é uma honra ter espaço num evento como esse e homenagear uma compositora de tamanha relevância como Dona Ivone Lara”, diz Thobias da Vai-Vai.

A Virada ainda dá destaque para grupos de samba da cena paulistana, como o Samba da Vela, tradicional roda de samba de Santo Amaro que fará o Happy Hour na Praça Dom José Gaspar, na sexta-feira (20).  Ainda se apresentam Pagode da 27, da zona sul, e Berço do Samba de São Mateus, da zona leste.

“Procuramos dar um equilíbrio e dar oportunidade a grupos menos conhecidos da mídia, mas que têm uma intensa atividade cultural o ano inteiro em São Paulo”, diz Moisés da Rocha, apresentador do tradicional “O Samba Pede Passagem”, da Rádio USP, que fez a curadoria de samba da Virada.

João Borba e convidados
Cantor e compositor da velha guarda do samba paulistano, João Borba é considerado um dos artistas mais completos em atividade e representante da elegância do gênero. Neste show convida Ideval Anselmo, Marco Antonio, Roberto Seresteiro, Barão do Pandeiro e Renata Pizi, entre outros. Ótima pedida para encerrar a semana.
Sexta-feira (20), de 19h às 20h30, Coreto da Bovespa

Samba da Vela
A tradicional comunidade Samba da Vela, de Santo Amaro, estará em dose tripla na Virada Cultural. A roda de samba que tem uma vela como cronometro é um dos rituais mais bonitos da cidade e vale a pena conhecer. Confira:
Sexta-feira (20), de 18h à 0h, na Praça Dom José Gaspar
Sábado (21), às 20h, Sesc Bom Retiro
Domingo (22), às 17h, Teatro Municipal Paulo Eiró, Santo Amaro

Berço do Samba de São Mateus e Eliana de Lima
Outra autêntica expressão do samba paulistano, o Berço do Samba de São Mateus, da Zona Leste, reduto de compositores e músicos, recebe a cantora Eliana de Lima no Happy Hour da Virada.
Sexta-feira (20), às 18h, na Avenida São João X Rua Líbero Badaró, no centro

Divulgação

Beth Carvalho
A Madrinha do Samba apresenta os grandes sucessos de sua carreira em duas apresentações no Sesc Pompeia.
Sesc Pompeia – Sábado (21), 19h
Sesc Pompeia – Domingo (22), 18h
A retirada dos ingressos para ambos os shows nas bilheterias das unidades do Sesc a partir das 17h do sábado (21)

Marcelo Lacerda/PCR

Fundo de Quintal
O tradicional grupo formado na década de 70 se apresenta na madrugada de sábado para domingo no Sesc Pompeia. No repertório, clássicos como “Lucidez”, “Nosso Grito”, “O Show Tem que Continuar”, “Só pra Contrariar”, entre outros.
Sesc Pompeia – Domingo (22), 1h
A retirada dos ingressos para ambos os shows nas bilheterias das unidades do Sesc a partir das 17h do sábado (21).

Fernanda Maia /UOL

Alcione
Uma das grandes intérpretes femininas do samba, Alcione, romântica, poderosa e popular, se apresenta no palco principal da festa com seus principais sucessos.
Palco Júlio Prestes – Sábado (21), às 21h

Manuela Scarpa/Photo Rio News

Elza Soares
Em 2015, Elza Soares se uniu a compositores paulistanos da cena independente e lançou “Mulher do Fim do Ano”, um disco com samba e muito experimentalismo.  É a sua chance de conferir a performance ao vivo de uma das melhores produções do ano passado e a voz única de Elza.
Palco São João – domingo (22), 0h

Marcello Sá Barretto/AgNews

Teresa Cristina
Em temporada de shows com o seu recém-lançado “Teresa Cristina canta Cartola”, a cantora despontou nos bares da Lapa carioca e conquistou os amantes do samba em todo o Brasil.
Palco São João – domingo (22), 14h

Maria Rita
No palco dedicado às mulheres, a cantora apresenta o show “Samba da Maria”. No repertório, “Gira, Girou”, “Alto Lá” e “Coração em Desalinho”. Em seguida uma homenagem à Adriana Calcanhoto, Beth Carvalho, sua mãe Elis Regina e Alcione. O show traz também “Tradição” (Vai Vai), “Saudosa Maloca” e “Não Deixe o Samba Morrer”. Além da composição inédita, “Cutuca”, parceria de Davi Moraes, Fred Camacho e Marcelinho Moreira.
Palco São João – domingo (22), 17h

Eduardo Gudin
Compositor, cantor, instrumentista e produtor, o paulistano Eduardo Gudin têm uma das obras mais sólidas do samba. Em sua carreira, tem parcerias com Paulo Vanzolini, Paulinho da Viola, Elton Medeiros, entre outros, e suas canções foram gravadas por artistas como Beth Carvalho, Jair Rodrigues, Originais do Samba e Clara Nunes.
Palco Princesa Isabel – Domingo (22), 11h

Leo Motta/PCR

Sampagode convida Leci Brandão
O grupo paulistano Sampagode recebe Leci Brandão para apresentar alguns dos maiores sucessos da sambista, como “Zé do Caroço”, “Isso é Fundo de Quintal”, “Só te Namorar”. Serão dois shows: um no Palco Princesa Isabel e outro no Palco Pirituba.
Palco Pirituba (Avenida Miguel de Castro, 321) – sábado (21), 17h
Palco Princesa Isabel – Domingo (22), 13h

Arlindo Cruz
Um dos nomes mais populares do samba, Arlindo Cruz, de sucessos como “Meu Lugar”, “Meu Nome é Favela”, “Ainda Dá Tempo de Ser Feliz”, é um dos destaques do palco dedicado ao samba.
Palco Princesa Isabel – domingo (22), 15h

Guto Costa

Homenagem a Dona Ivone Lara
Os 95 anos de Dona Ivone Lara serão celebrados na Virada Cultural. A cantora e compositora, conhecida como a Joia Rara do Samba, recebe Monarco, Fabiana Cozza, Graça Braga, Thobias da Vai-Vai e Elizeth Rosa que cantarão seus maiores sucessos.
Palco Princesa Isabel –  Domingo (22), 18h

Clube do Choro
Clube do Choro apresenta Allan Abbadia, Camila Silva, Cléber Silveira, Henrique Araújo, Ildo Silva, Léo Rodrigues, Makiko Yoneda, Márcio Modesto, Marco Bertaglia, Stanley Carvalho, Tigrão, Vagner Oliveira e Wesley Vasconcelos.
Palco Copan (Rua Araújo, 200)  – Sábado (21), 19h

Pagode da 27
Tradicional grupo do Grajaú, na Zona Sul, o Pagode da 27 acontece todos os domingos desde 2005. Com composições autorais, o grupo reúne dez músicos e cerca de 20 compositores.
Palco Parelheiros (Rua Terezinha do Prado Oliveira, 300) – sábado (21), 18h

Mauro Diniz
Filho mais velho de Monarco, o cantor e compositor Mauro Diniz canta músicas de seu repertório, que incluem pagodes de Cacique de Ramos, Fundo de Quintal, entre outros.
Palco Parelheiros (Rua Terezinha do Prado Oliveira, 300) – sábado (21), 20h

Caio Reis Fotografia

Reinaldo – O Príncipe do Pagode
Revelado no pagode de Cacique de Ramos, Reinaldo fez sua carreira em São Paulo e faz duas apresentações na Virada Cultural. Nos shows, clássicos como “Retrato Cantando de Amor” e “Agora que me viu perdeu e chora”.
Palco Parelheiros (Rua Terezinha do Prado Oliveira, 300) – sábado (21), 22h
Centro Cultural da Juventude (Avenida Deputado Emílio Carlos, 3641) – domingo (22), 15h

Osvaldinho da Cuíca
Cantor e compositor, Osvaldinho da Cuíca apresenta grandes clássicos do samba paulista.
Palco Pirituba (Avenida Miguel de Castro, 321) – domingo (22), 13h

Almir Guineto e Filho
Afastado dos shows devido a problemas de saúde, o sambista Almir Guineto confirmou participação na Virada Cultural ao lado do filho. No repertório, seus principais sucessos, como “Conselho”, “Mel na Boca” e “Lama nas Ruas”.
Centro Cultural da Juventude (Avenida Deputado Emílio Carlos, 3641) – sábado, (21), 22h

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *