Desenvolvedor consegue acessar o 'WhatsApp do Google' meses antes do lançamento

O Google deixou muita gente curiosa quando apresentou o Allo, nesta semana, mas o novo aplicativo de mensagens da empresa só será disponibilizado entre julho e setembro, então a maioria dos interessados terá de esperar mais um pouco para entender o funcionamento da novidade. A maioria, não todos.

Logo após a apresentação do Google, arquivos APK legítimos do app surgiram pela internet porque algumas pessoas conseguiram baixá-los da Google Play. Só que, como o Allo está em desenvolvimento, ninguém conseguia usá-lo.

Até que um youtuber identificado como Kieron Quinn mostrou como é possível dar uma olhada no aplicativo. Ele vasculhou os códigos do app e, usando o editor SQLite, ultrapassou a barreira inicial. Isso permitiu que se observasse as áreas offline do Allo – não dá para usar o app, já que é necessário ter conexão verificada com os servidores do Google, mas Kieron foi o mais longe possível.

[embedded content]

O youtuber disponibilizou um arquivo que permite cortar o processo para xeretar o aplicativo, trata-se de um módulo personalizado para Xposed Framework, ferramenta que permite níveis profundos de customização no Android. Mas é preciso ter acesso à raiz do sistema e usar, além do Xposed, o Titanium Backup para modificar os arquivos do Allo no dispositivo.

Como ressalta o Android Police, o processo foi encurtado, mas ainda está complicado e não é seguro, uma vez que nem o módulo, nem o Titanium Backup são verificados.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *