Deslizamento de terra deixa 41 desaparecidos na China

Pequim, 8 Mai 2016 (AFP) – Os serviços de emergência buscavam neste domingo 41 pessoas desaparecidas após o deslizamento de terra em uma central hidráulica em construção no sudeste da China, informou a agência estatal Xinhua.

Um balanço anterior da agência de notícias informava sobre 34 desaparecidos e sete feridos.

Uma avalanche de 100.000 m3 de lama e pedra arrasou na noite de sábado uma central hidráulica em construção no distrito de Taining, na província de Fujian, indicou a agência.

Este deslizamento de terra provavelmente foi provocado pelas fortes chuvas que caíram desde o dia anterior nas colinas vizinhas.

Mais de 400 resgatistas foram mobilizados para tentar encontrar sobreviventes, acrescentou a agência.

As imagens divulgadas por vários meios de comunicação mostravam uma massa de terra escura de onde saíam pedaços de telhados e restos de paredes, às margens de um rio, com membros dos serviços de urgência e tratores realizando buscas nos escombros.

O presidente chinês, Xi Jinping, convocou as autoridades de Fujian a acelerar os trabalhos de socorro e de busca de desaparecidos, algo que foi repetido um pouco mais tarde pelo primeiro-ministro, Li Keqiang, segundo a agência chinesa de notícias.

No fim de dezembro de 2015, um enorme deslizamento de terra nas imediações da metrópole de Shenzhen (sul) provocou, devido ao acúmulo ilegal de material de construção, a morte de ao menos 73 pessoas.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *