Últimas

Djokovic hesita, mas bate Nishikori de novo e encara Murray na final em Madri

Madri, 7 mai (EFE).- O sérvio Novak Djokovic se classificou neste sábado para a final do Masters 1000 de Madri pela segunda vez na carreira ao vencer o japonês Kei Nishikori por 6-3 e 7-6(4) e lutará neste domingo pelo título bicampeonato contra o britânico Andy Murray, que defende o título.

Multicampeão, Djokovic tem “apenas” um troféu do torneio disputado na Caixa Mágica, na capital espanhola. Em 2011, ‘Nole’ foi o vencedor com direito a um triunfo de virada sobre o brasileiro Thomaz Bellucci na semifinal.

A vitória sobre Nishikori não foi das mais fáceis e poderia até ter escapado por um “cochilo” de ‘Djoko’ na parte final. O primeiro set seguiu saque a saque até o oitavo game, quando o sérvio obteve a quebra para fechar a parcial em 6-3 na sequência.

No segundo set, a quebra do número 1 do mundo veio mais cedo, no quinto game. Ele então administrou a vantagem e serviu para a partida em 5-4, mas vacilou e, depois de abrir 40-0, permitiu que o japonês empatasse em 5-5.

A parcial então foi decidida no tie-break. Desta vez, Djokovic não vacilou e confirmou o triunfo em 1h58min de confronto, chegando a oito vitórias em dez partidas contra Nishikori.

Na final desde domingo, o sérvio enfrentará o atual campeão Murray, que na outra semifinal bateu o espanhol Rafael Nadal por 2 a 0, com 7-5 e 6-4. Caso vença, ‘Djoko’ voltará a ser o maior vencer de torneios Masters 1000, com 30 troféus, um a mais que o próprio ‘Touro Miúra’.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *