Em nova função, Guilherme melhora e faz em dois jogos o que não conseguiu em quase quatro meses

No Corinthians desde janeiro, jogador fez as suas melhores atuações com a camisa alvinegra contra Ponte Preta e Sport, e parece finalmente ter encontrado o ‘seu lugar’ no time a…

Guilherme parece finalmente ter encontrado ‘o seu lugar’ no time do Corinthians. Contratado desde janeiro para suprir a lacuna deixada após o desmanche da equipe que conquistou o Campeonato Brasileiro de 2015, o jogador não estava conseguindo convencer e apresentar um bom futebol,

No entanto, nos últimos jogos – principalmente contra Ponte Preta e Sport – as coisas parecem estar mudando para o meia-atacante. No Campeonato Paulista e na Libertadores, as atuações de Guilherme deixaram a desejar, e ele foi parar na reserva.


Guilherme na Libertadores:


Alguns fatores fizeram com que Tite abandonasse o 4-1-4-1, e optasse por escalar o Timão no 4-2-3-1, e Guilherme ganhou uma nova chance de voltar ao time titular, e desta vez, na posição em que ‘queria atuar’, sem a necessidade de se preocupar tanto com a marcação e tendo mais liberdade para armar as jogadas.

“Eu me sinto mais seguro nas minhas tomadas de decisão ofensivas, tendo um jogador de marcação por perto. Mas não deixei de ter esse combate. Me sinto mais completo, além de ter evoluído taticamente. Um tempo atrás eu estava correndo, marcando, mas me sentia mais modesto. Qualquer toque que errasse podia ser fatal, então eu tinha que ser mais simples. Mesmo com o Elias eu consegui ter essa liberdade. Claro que não posso garantir 38 jogos maravilhosos, mas eu almejo sim fazer mais gols, dar passes. No jogo passado criei bastante, agora fiz gol. Sou um sonhador, fico trabalhando e pensando em cada vez mais fazer gols”, disse o camisa 10.


Guilherme no Brasileirão:


Já contra a Ponte Preta na última quinta-feira, o meia distribuiu bons passes, criou boas chances de gols, e ainda marcou um golaço. Mais à vontade ainda no jogo seguinte, contra o Sport, Guilherme deu pistas que pode jogar muito mais do que mostrou nestes quatro meses com a camisa do Timão.

Na Ilha do Retiro, o meia foi ousado: driblou, fez jogadas de efeitos, deu passes de qualidade, criou chances de gols, e apesar de não ter balançado as redes, deixou os companheiros na cara gol. Provavelmente, foi a melhor partida de Guilherme desde que chegou ao clube do Parque São Jorge.

“Eu já havia trabalhado antes com o Guilherme (no Atlético-MG). Nunca tive dúvida do potencial e da capacidade dele. Ele colocou na cabeça que tem condições de jogar bem no Corinthians. A partir disso, as coisas começaram a fluir. Quando o Guilherme está confiante, é muito difícil segurá-lo”, comentou Giovanni Augusto sobre as recentes atuações do companheiro.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Bando de Loucos: Minha querida terça | Crônca: Sport 0 x 2 Corinthians | MAIS: Corinthians



Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *