Estudantes têm até 16h40 de sexta para sair da Alesp

Os estudantes que ocupam a Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) têm até as 16h40 de sexta-feira, dia 6 de maio, para sair do plenário da Casa.

A notificação para o cumprimento da reintegração de posse foi recebido pelos estudantes por volta das 16h40 desta quinta (5). A partir de agora, eles têm 24 horas de prazo.

Antes de o oficial de Justiça entregar o documento, os manifestantes se reuniram com dois deputados para tentar a adesão deles à lista de assinaturas para a CPI da merenda, o motivo do protesto.

A decisão da Justiça é desta quinta (5) e foi assinada pelo juiz  Sergio Serrano Nunes Filho, da 1ª Vara de Fazenda Pública, em São Paulo.

Cerca de 80 estudantes ocupam o plenário central da Alesp desde a tarde do dia 3 de maio– eles reivindicam a instauração da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a chamada “Máfia da Merenda”, um esquema de superfaturamento de lanche para as escolas públicas da rede estadual de São Paulo.

Multa e vaquinha

Uma das determinações do juiz é que seja aplicada multa caso os estudantes não obedeçam a decisão. O valor é de R$ 30 mil por ocupante por dia de descumprimento da ordem.

Quando a reintegração foi deferida (aprovada pelo juiz), os estudantes lançaram uma vaquinha online para pagar a possível multa.

Os estudantes afirmam que só vão sair quando for instaurada a CPI da merenda — para que isso aconteça, ainda são necessárias 7 assinaturas de deputados estaduais.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *