Últimas
jeffrey-webb-reclamou-da-falta-de-medidas-para-combater-o-preconceito-na-copa-1404402368816_615x300

Ex-vice-presidente da Fifa tem processo aberto e pode ser banido do futebol

  • AFP PHOTO / Robert SULLIVAN

    Jeffrey Webb foi preso em 27 de maio de 2015, em operação que também deteve Marin

    Jeffrey Webb foi preso em 27 de maio de 2015, em operação que também deteve Marin

O comitê de ética da Fifa abriu processo contra o ex-vice-presidente da Fifa, Jeffrey Webb, acusado de extorsão e lavagem de dinheiro. Em comunicado, a Fifa informa que o ex-dirigente será julgado e tem recomendação para que seja banido definitivamente do esporte.

Webb tinha grandes poderes no futebol das Américas. Ele foi ex-presidente da Concacaf e comandou a federação de Ilhas Caymann.

O dirigente está preso em regime domiciliar nos Estados Unidos, em operação coordenada pelo FBI que deteve também José Maria Marin, ex-presidente da CBF. Webb nega todas acusações.

Webb, Marin e outros cinco dirigentes ligados a confederações das Américas foram presos em 27 de maio, em Zurique. Meses depois, Webb foi extraditado para os Estados Unidos.

O ex-vice-presidente da Fifa é acusado de 17 crimes, conspiração de crime organizado, fraude e lavagem de dinheiro, suborno e comissões de mais de US$ 100 milhões desde os anos 1990.

Depois da extradição, Webb entregou seus passaportes às autoridades. Durante a prisão domiciliar em Nova York, o dirigente de 50 anos carregará um dispositivo eletrônico como forma de vigilância.

Webb, nascido nas Ilhas Cayman, também forneceu uma conta, em nome de sua esposa, Kendra Gamble-Webb. O valor do montante chega 400 mil dólares (R$ 1,28 milhão). Segundo a BBC, os carros cedidos são uma Ferrari 2015, um Range Rover 2014 e um Mercedes-Benz 2003.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *