Últimas

Família de menino que ganhou camisa de Messi é ameaçada e foge do Afeganistão

Cabul, 3 mai (EFE).- O menino afegão Murtaza, que ganhou notoriedade ao usar uma sacola plástica simulando camisa do argentino Lionel Messi, fugiu para o Paquistão com a família, após receber ameaças de sequestro, revelou nesta terça-feira o pai do pequeno fã, Arif Ahmadi.

“Nos ligavam diariamente, nos ameaçando, nos ofendendo, nos questionando sobre o porque a criança não memorizada o sagrado Corão, ao invés de jogar futebol”, disse Ahmadi em entrevista à Agência Efe.

A imagem do menino de 5 anos utilizando um uniforme improvisado da seleção argentina, rodou o mundo em janeiro. No mês seguinte, Murtaza recebeu uma camisa oficial da ‘Albiceleste’, autografada por Messi.

O pai explicou que a família fugiu há um mês e meio de Cabul para Islamabad, devido às ameaças sofridas, e que, por causa delas, está solicitando asilo no Paquistão através da Organização das Nações Unidas (ONU). Depois disso, a família se transferiu para Quetta, no oeste do país.

“Não estamos felizes de deixar o Afeganistão, mas a pressão e a situação ruim nos forçaram”, afirmou Arif Ahmadi.

Além do pai, viajaram a mulher e cinco filhos, todos com visto de seis meses do Paquistão. A expectativa para o futuro é conseguir a possibilidade de embarcar para os Estados Unidos e viver no país.

“Meu filho ainda tem as camisas que ganhou de Messi e aquele que fez com a bolsa de plástico. Ele ainda espera conhecê-lo um dia”, disse o pai, que contou que o filho se sente um “prisioneiro” no Paquistão.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *