Fãs fazem campanha para que protagonista de "Frozen" se assuma lésbica

A sequência de “Frozen – Uma Aventura Congelante”, cuja estreia está prevista para 2018, pode ter uma protagonista Elsa lésbica. Nada foi confirmado oficialmente, mas essa é a grande vontade de parte dos fãs da história, que criaram uma campanha no Twitter por meio da hashtag #GiveElsaaGirlfriend (“Dê a Elsa uma namorada”).

Idealizado em fevereiro, o pedido ganhou força neste fim de semana, após publicações da usuária Alexis Isabel (@lexi4prez). As mensagens, também direcionada à adaptação de “Frozen” para musical da Broadway, que estreia no ano que vem, sugerem à Disney que transforme a personagem em uma “rainha lésbica icônica”.

  • 49410
  • true
  • http://cinema.uol.com.br/enquetes/2016/05/02/voce-gostaria-de-ver-a-princesa-elsa-de-frozen-lesbica.js

O recado recebeu o apoio de milhares de internautas por meio de curtidas e retweets, que o transformaram em “trending topic” na rede social.

De acordo com os idealizadores, o objetivo da campanha é incrementar a representatividade das minorias nas telas, inclusive para acabar com o desconforto que crianças gays têm em relação à falta de princesas homossexuais em histórias e filmes.

Reprodução/Twitter

Internauta cria ilustração de Elsa (à dir.) com possível par romântico feminino

O pedido também está relacionado ao fato de a faixa “Let it Go”, grande sucesso da trilha sonora do filme, ter ganhado popularidade na comunidade LGBT, tornando-se uma espécie de hino recente da causa.

Conhecido como um dos grandes estúdios americanos mais sensíveis à questão, a Disney tem entre seus principais animadores, Jonathan Groff, que é assumidamente gay.

Em entrevistas recentes, o diretor de “Frozen”, Chris Buck, vem sinalizando transformações na personagem, que apareceria em uma versão “mais alegre”, dando brecha a inúmeros boatos sobre a personalidade de Elsa. O novo longa será focado no relacionamento dela com a irmã Anna.

“Vamos abordar questões [no filme sequência] que fazem parte da realidade de vários meninos e meninas, homens e mulheres hoje em dia. Temos noção do que está acontecendo na sociedade”, disse Buck em entrevista ao ao MTV News em agosto do ano passado.

Lançado em 2013, “Frozen” arrecadou mais de US$ 1,2 bilhão no mundo, sendo a animação de maior bilheteria de todos os tempos e a nona da história.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *