Últimas

Futuro dos bairros do Derby e da Capunga em debate a partir de hoje

As regiões do Derby e da Capunga recebem, de hoje a sexta, a Residência Capunga, ação urbanística que tem o objetivo de instigar recifenses a discutir as prioridades para o futuro daquela área. A iniciativa está sendo desenvolvida pelo Inciti – Pesquisa e Inovação para as Cidades, vinculado à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), como parte do projeto do Parque Capibaribe, e as atividades acontecem das 8h às 18h30 na praça João Pereira Borges, na Rua Clemente Pereira, bairro do Derby, em frente ao prédio da Uninassau.

Até ontem, moradores, pessoas que trabalham nos entornos e apreciadores da região puderam se inscrever para participar da residência de urbanismo, que contará com um máximo de 30 participantes. “Mas, durante os três dias, haverá consulta pública das 12h às 13h e das 17h30 às 18h30. Nesse momento, os participantes apresentarão o trabalho em andamento para aqueles que não estiverem envolvidos na residência também possa contribuir”, explica o urbanista do Inciti/UFPE, Julien Ineichen.

Ele reforça que é importante a participação das pessoas nessa processo de crítica e contribuição ao que está sendo construído, para garantir que a formação dos projetos para o entorno do Rio Capibaribe entre a Ponte do Derby e a Ponte da Capunga seja um produto coletivo. “Os pesquisadores querem descobrir as necessidades, exigências, desejos, problemas e dificuldades da área. E a proposta da residência de urbanismo tático é focar a interação dos usuários com o Rio Capibaribe através do reconhecimento da área e debates para a construção de soluções”, justifica Ineichen.
Entre as questões a serem discutidas, está o acréscimo de área verde e a possibilidade de convivência harmônica entre pedestres, veículos, ciclistas e comerciantes. Durante a imersão, os participantes irão compartilhar ideias e soluções com as hashtags #ResidenciaCapunga e #ParqueCapibaribe, para que os interessados possam acompanhar os trabalhos.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *