Últimas

Giovanni Augusto diz que clássico é duelo dos opostos

De um lado, o Corinthians, um time que se reencontrou no Brasileiro, com duas vitórias nos dois últimos confrontos (contra Ponte Preta e Sport ) e que aparentemente encontrou a formação titular depois de várias mudanças.

Do outro, o Santos, que não venceu as últimas partidas (empate com o Figueirense e derrota para o Inter, a primeira em casa após 29 jogos) e que tem de contornar a ausência de suas estrelas —Lucas Lima e Gabriel na seleção e Ricardo Oliveira lesionado.

Essa é a visão do meia Giovanni Augusto, do Corinthians, sobre o clássico entre ambos nesta quarta(1º) no Itaquerão, pelo Brasileiro. “Com certeza, estarão com sangue nos olhos para sair dessa situação. Eles estão enfrentando pressão e sabem que uma derrota pode piorar muito.”

Para ele, o ambiente no Corinthians ficou “mais leve” após as duas vitórias seguidas, mas é preciso mantê-lo com uma vitória no clássico. “É um jogo que muda bastante o dia a dia, o ambiente.”

O lateral Victor Ferraz, do Santos, disse que o favorito é o Corinthians, mas lembrou o retrospecto recente (o Santos venceu no Paulista) e se disse confiante na recuperação. Admitiu, porém, a necessidade de vencer. “Perdemos em casa, e a pressão vai vir.”

Para ele, o time, mesmo desfalcado, brigará pelo topo da tabela (é 12º). “Vamos nos encontrar em campo. Tem muito jogo, muita bola para rolar.”


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *