Últimas

#GoaldeCanela: The Chaaaaaaaaampions!

ESPECIAL UCL: A temporada europeia termina com CR7 artilheiro, italianos perdendo o reinado em casa e o PSG (de novo) no quase



GOAL Por Livia Muniz 


Sorte ou recalque? – É claro que ver os dois maiores rivais na final da Champions League não é nem um pouco agradável, mas a provocação feita por Josep Maria Bartomeu sobre o Barcelona ter enfrentado adversários mais difíceis para ser campeão na última temporada tem um fundo de verdade: o Real Madrid pode erguer taça sem enfrentar nenhum ex-campeão da Europa, nem mesmo o Atlético. Ficar de cara com um rival motivado será o maior desafio dos Blancos.  

O favorito azarão – O Paris Saint-Germain sempre chega à disputa como favorito. A hora deles é sempre a temporada seguinte, todo ano é assim. É campeão de tudo na França e entra na Champions para fazer história, mas acaba eliminado por algum time mais experiente. Desta vez, nem isso: foi despachado por um clube que tem um projeto muito semelhante, o Manchester City. Mas tudo bem, no próximo ano vai ser a hora deles, com certeza… É quase um Internacional da Champions.  

Getty Images

God save the money – Os ingleses vivem uma má fase que não acaba na Champions. Desde a temporada 2011-12 não chegam a uma final, um retrospecto pior do que os italianos, que apesar de não conquistarem um título há seis anos, estiveram na decisão com a Juventus em 2015. Mas graças aos novos contratos de televisão para equipes da Premier League, o dinheiro vai brotar dos gramados ingleses, o que pode se transformar em uma era de ouro para os clubes da terra da rainha. Aos sempre favoritaços Barcelona, Bayern e Real Madrid: brace yourselves, o inverno inglês está chegando!  

Mannaggia – Mas a coisa para os italianos está longe de indicar uma melhora. A Serie A continua oferecendo apenas três vagas para a Champions League, sendo duas diretas, e neste sábado a Itália vai perder ainda mais sua relevância na Europa: qualquer um que vencer hoje vai dar uma taça a mais para Madri, que vai ficar com 11 títulos europeus, um a mais que os 10 que tem Milão. E a coroação madrilenha ainda será no estádio mais icônico da cidade italiana, o San Siro. Che pena.   

Clive Rose/Getty Images

Ele não está morto – No início do ano, com a premiação da Bola de Ouro mais uma vez coroando Lionel Messi, muito se falou sobre a real posição de Cristiano Ronaldo ente os melhores do mundo. Neymar já não seria melhor que ele? E Suárez também não seria? Pois CR7 mostra que ainda tem fôlego para encarar a disputa que ele tanto ama ao chegar à final como artilheiro isolado com “apenas” 16 gols. E havia boatos de que ele estava na pior! 

Getty Images


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *