Últimas

Grêmio terá de fazer aquilo que só Inter conseguiu contra o Rosario

O Grêmio precisa vencer o Rosario Central, na Argentina, para seguir vivo na Copa Libertadores. E a ironia do destino é que, em 41 anos de confronto com times brasileiros, o clube apelidado de canalla só perdeu uma vez. Foi para o Internacional.

Tradicional rival do Grêmio, o Colorado ganhou do Central em 2005, nas oitavas de final da Sul-Americana. O placar foi 1 a 0, gol de Rafael Sobis.

De 1975 até 2016, o Rosario Central já recebeu nove times brasileiros no estádio Gigante de Arroyto: Cruzeiro, Atlético-MG, Santos, Corinthians, Vasco, São Paulo, Coritiba, Inter e Palmeiras. Em 12 jogos, tem sete vitórias, quatro empates e somente uma derrota.

“Vai ser o jogo mais difícil (do ano), pela circunstancia e pela qualidade do adversário. Vamos ter de fazer uma atuação de excelência. Vai ser um jogo de superação, muito brigado. Vamos ter que lutar muito, mas a chance de classificar existe”, disse Ramiro, volante que atua também como lateral e deverá jogar na Argentina.

Neste ano, o Palmeiras até largou na frente em Rosario. Mas sucumbiu ao repertório de bolas paradas do Central e terminou empatando em 3 a 3. Para o Grêmio, este escore não serve. E o placar feito pelo Inter, 11 anos atrás, só leva a decisão para os pênaltis.

Além da tradição do Rosario Central em casa, contra brasileiros, há outra marca que não favorece ao Grêmio. Em toda a história da Libertadores, um time do Brasil jamais se classificou contra um argentino depois de perder a partida de ida.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *