Últimas

Grupos religiosos atuam nos presídios após rebelião


31/05/2016 – 9:00


Igrejas chegam a fornecer material de higiene pessoal para os presos, outras enviam advogados para avaliar o cenário




Grupos religiosos atuam nos presídios após rebelião
Grupos religiosos atuam nos presídios após rebelião

As penitenciárias do Estado do Ceará contam com o apoio de grupos religiosos diante da crise de segurança que tem se instalado por conta das rebeliões da última semana.

A Igreja Batista Central de Fortaleza, por exemplo, tem atuado há cinco anos no presídio feminino de Aquiraz através do programa “Celebrando Restauração e Cidadania”.

Por meio de programa a igreja oferece palestras, mutirões de limpeza e atendimentos psicológicos com os familiares dos presos.

Além disso, a igreja também ajuda as detentas com apoio psicológico, espiritual e até mesmo suprindo a falta de produtos de higiene pessoal.

A Pastoral Carcerária, da Arquidiocese de Fortaleza, também tem atuado nos presídios do estado oferecendo assistência religiosa. Os trabalhos têm mais de 40 anos e em épocas de rebeliões como as da última semana, os trabalhos se intensificam.

A pastoral se compromete avaliar e promover a interlocução entre os presos, familiares, egressos, funcionários, autoridades responsáveis e a sociedade em geral.

Por isso, a pastoral carcerária realizou visitas às unidades do Complexo de Itaitinga após as rebeliões por meio de sua advogada, Ruth Leite Vieira, que tentou agir para evitar um cenário de violência ainda maior do que os vistos no penúltimo final de semana. Com informações Tribuna do Ceará


Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *