Últimas

Hospital Miguel Arraes mobilizado no Maio Amarelo

O Hospital Miguel Arraes (HMA), em Paulista, referência em traumato-ortopedia e cirurgia geral e por isso, procuradopor vítimas de acidentes de trânsito, recebe atividades relacionadas ao Maio Amarelo�, mobilização que pretende reduzir o número de vítimas.

Durante todo o mês, o Serviço Social do HMA vem realizando sensibilizações nos setores do hospital, junto a funcionários, acompanhantes e pacientes, com relação à prevenção de acidentes de trânsito. O encerramento da programação acontece no dia 31, com a palestra “Trânsito Seguro”, no auditório da unidade de saúde e a presença de orientadores do Detran.

Este ano, de janeiro a abril de 2016, o HMA registrou 423 atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito. As motocicletas continuam sendo as principais vilãs. Foram 303 notificações de acidentes com motociclistas e o perfil é o mesmo: a maior parte do sexo masculino, entre 20 e 39 anos e sem habilitação. Até agora não houve registro de mortes.

De acordo com o cirurgião Petrus Lima, diretor médico do HMA, somente no ano passado, mais de 4.700 cirurgias em traumato-ortopedia foram realizadas, grande parte atendendo vítimas de acidentes de trânsito. “Os dados são preocupantes. É importante que o motorista entenda o quanto é necessário dirigir com cuidado e atenção, principalmente os motociclistas. E não esquecerem os equipamentos de segurança, a exemplo do capacete”, adverte.

No ano de 2015, o HMA notificou 1.251 atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito, sejam com carros, motocicletas, bicicletas e pedestres. Os acidentados com motos lideraram os registros: foram 959 casos, 76,7% do total. Desses, 88,9% foram do sexo masculino, com idades entre 20 e 39 anos. A maior parte das notificações com motociclistas ocorreu por colisão (586) e, em 19,9% dos casos, o motorista estava sem habilitação. De acordo com o Núcleo de Epidemiologia e Informações Hospitalares (NEPI/ HMA), apenas um óbito foi registrado no ano passado, mas o setor não dispõe de dados sobre vítimas com membros amputados devido à gravidade do acidente.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *